Cúpula do Sistema de Segurança visita SENASP em Brasília.

Em cumprimento da agenda oficial ainda no Distrito Federal as autoridades ludovicenses da pasta de segurança pública, os comandantes-gerais da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira, e do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto, além do Presidente do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (CONSESP), Dr. Jefferson Portela, visitaram à Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) e o Secretário Nacional da defesa Civil, Adriano Pereira Júnior, na tarde desta quarta-feira (14).

Durante a visita foi colocado em pasta assuntos inerentes ao sistema, de forma a viabilizar parcerias ainda mais precisas ao estado Maranhão.

O Maranhão já recebeu diversos integrantes da Força Nacional de Segurança (FNS), além de enviar policiais e bombeiros militares para formação de turmas exclusivas, na construção da Instrução de Nivelamento de Conhecimento (INC), fato este conquistado por meio de Jefferson Portela, depois que assumiu a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

A INC é responsável por habilitar agentes da segurança pública a participarem do programa da FNS, e essa habilitação possibilitou que o Maranhão participasse do Pacto Federativo firmado com a união, que prevê o envio de militares das suas forças auxiliares às tropas da FNS de grandes eventos como foi o caso das “Olímpiadas do Rio 2016”.

Através dessa parceria o Governo do Maranhão, através do CBMMA, recebeu 3 viaturas do tipo caminhonete L-200 cabine dupla; 50 capacetes Gallet contra incêndio; 50 pares de Luvas e botas anti-chamas; 50 bala-clavas, o que representa quase meio milhão de reais em equipamentos operacionais.

img-20160915-wa0039

“Esse pacto só fortalece a nossa instituição e, por conseguinte o nosso o estado, uma vez que todas essas ações institucionais estão viabilizando o recebimento de equipamentos fundamentais que estão empregados em benefício da nossa população”, declarou o comandante Célio Roberto do CBMMA.

O Pacto Integrador de Segurança Pública Interestadual é um acordo de cooperação celebrado entre a União, o Distrito Federal e os estados do Maranhão, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins, Bahia, Minas Gerais, Pará e Piauí visando a conjugação de esforços para a criação da Câmara de Segurança Pública e Defesa Social, a atuação conjunta em operações policiais e a integração do serviço de inteligência dos organismos de segurança.

Para Jefferson Portela, presidente nacional do Conselho dos Secretários de Segurança, com inteligência e estratégia, os estados estão ampliando uma redução da criminalidade e trazendo cada vez mais segurança e paz social para todos os cidadãos. “É um modelo de reforço à segurança com a colaboração das forças interestaduais que funcionará da mesma forma que a Força Nacional de Segurança, com destaque para o combate aos grupos criminosos organizados nos limites territoriais entre os estados”, reiterou.

Carolina Gomes – ASCOM SSP