Apresentado na SPCC suspeito de latrocínio em São José de Ribamar e de envolvimento na chacina em Panaquatira

A Polícia Civil, através da Superintendência de Polícia Civil da Capital, apresentou o suspeito José Marcio Rosa, conhecido como Laprel, por ter participado com outro comparsa de um latrocínio contra a vida de um homem conhecido por “Osmar Lima Sousa”. O crime na época causou muita comoção, pois a vítima era muito querida na região de São José de Ribamar. Osmar foi morto com diversos disparos ao sofrer um assalto.

O delegado titular de São José de Ribamar, Jader Alves, que participou com sua equipe da prisão de Laprel, informou que ele foi preso na tarde desta quinta-feira, (06). As informações são de que a vítima foi abordada no dia 15 de abril de 2015, por volta das 20hs, na Praça do Bolo. Durante o assalto, Osmar foi alvejado com um disparo no ombro pelo comparsa de Laprel que também atingiu a região do pescoço. As investigações ainda estão em andamento, pois testemunhas informaram que o próprio Laprel teria se apossado da arma e disparado um tiro no peito de Osmar, que não teria resistido.

Envolvimento na chacina em Panaquatira

Consta das investigações que José Marcio, o Laprel, está respondendo pelo envolvimento na chacina de Ponta Verde, Panaquatira, em 23 de maio de 2015. Nesta ação delituosa, foi morto o policial Max Muller Rodrigues de Carvalho, 27 anos, Alexandro Vieira de Carvalho, 36 anos e Ananda Brasil Mendes, 20 anos.

Conforme as notícias, os bandidos adentraram a varanda da casa para assaltar os frequentadores durante uma comemoração. O policial militar reagiu atingindo fatalmente um criminoso identificado por Valbenilson Santos, o“Pezão”. Na sequência, ocorreu por retaliação, a chacina cometida pelos criminosos. Outras vítimas foram atingidas sobreviveram.

Laprel, na época, era adolescente e foi um dos primeiros a serem presos pelo crime. A prisão aconteceu quando Laprel estava no velório de um dos criminosos, oValbenilson Santos, o Pezão.

Outro envolvido no crime que morreu em confronto com a polícia foi Josinaldo Aires da Costa, 27 anos, conhecido como “Nal Panaquatira”. Ele foi cercado na sua residência, localizada na Vila Alcione, de arma em punho, realizando disparos. Nal foi atingido pela Polícia Militar, encaminhado para atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos. Em ação sequencial, foi preso também, Cleonilson de Sousa Almeida, 21 anos, conhecido como “Bode”. O delegado Jader finalizou que ainda faltam mais três suspeitos serem presos por participação na chacina de Panaquatira.

Morte por estupros

Segundo a polícia,  Laprel está também sendo investigado pela morte de um homem, identificado apenas por “Jack ou Fiel”, em 2014. O crime aconteceu no Porto do Barbosa em São José de Ribamar. A vítima estaria sendo acusada de supostos estupros e Laprel o teria espancado a socos e pontapés até a morte.

José Marcio, o Laprel, após ser apresentado ao Superintendente da Capital, foi notificado do cumprimento de mandado de prisão e encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.

Mauro Wagner – Ascom SSP