SUPERINTENDENTE FAZ BALANÇO DAS AÇÕES DA SPCI NO INTERIOR DO MARANHÃO

O Superintendente de Polícia Civil do Interior Dicival Gonçalves, em entrevista a reportagem ASCOM SSP/MA, falou das ações da Polícia Civil do Maranhão no interior do estado, fazendo questão de ressaltar o apoio que o governo tem dado a SSP, assim como o empenho, dinamismo, e a força de vontade do secretário de segurança Jefferson Portela em mostrar trabalho, traçando planos e ações estratégicas para o enfrentamento e combate à criminalidade no Maranhão.

Ações e operações realizadas pela SPCI no Interior do Estado

Em 2015, a Superintendência de Policia Civil do Interior (SPCI), com apoio das delegacias regionais, realizou diversas operações especiais que resultaram na prisão de cerca de 200 pessoas e apreensão de drogas, armas e veículos. As operações retiraram das ruas traficantes, homicidas, latrocidas e estupradores, além de cumprir inúmeros mandados de prisão.

Em um ano, conforme informação do superintendente de polícia civil do interior, delegado Dicival Gonçalves, cinco megaoperações tiveram forte repercussão no Estado, mostrando o empenho da Polícia Civil em combater atos criminosos no interior.

OPERAÇÕES 
Ciclone
Chapada Segura
Vigor
Mulher Feliz
Inocência Roubada

chapadasegura2-620x465 (1)

Neste ano, conforme informação do superintendente de polícia civil do interior, delegado Dicival Gonçalves, cinco megaoperações tiveram forte repercussão no Estado, mostrando o empenho da Polícia Civil em combater atos criminosos. Foram elas: Ciclone, Chapada Segura, Vigor, Mulher Feliz e Inocência Roubada.

Ao longo destes meses, a polícia civil intensificou os esforços no combate ao crime e a violência. Em novembro foi desencadeada a “Operação Chapada Segura”, que atuou exclusivamente na cidade de Chapadinha, a 246 km da capital maranhense. A ação, com início na madrugada do dia 20 de novembro, continuou por toda manhã do dia seguinte, resultando na prisão de 9 indivíduos por suspeita de tráfico de drogas e roubo de veículos. Resultados que também foram positivos em outros aspectos, pois foi apreendida grande quantidade de drogas (maconha, crack e cocaína), e 4 pessoas foram detidas. No mesmo mês, a polícia civil prendeu 12 pessoas sob cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão pelos crimes de homicídio e latrocínio em 17 cidades do Estado do Maranhão, através da “Operação Vigor”. “Apesar dessas operações serem passageiras, é possível identificar seus frutos ao longo dos onze primeiros meses, pois houve uma forte redução nos índices de criminalidade”, assegurou Dicival Gonçalves Silva.

Operação-vigor-640x287

Reestruturação e mapeamento na SSP

Desde que assumiu a nova administração da Secretária de Segurança Pública, em janeiro de 2015, o Secretário Jefferson Portela Miler e Silva, em parceria com o Governo Flavio Dino, realizou um diagnóstico das condições de trabalho de todas as forças que compõem o Sistema de Segurança. Foi feito um mapeamento no intuito de identificar diversos problemas deixados pela gestão passada.

O titular da pasta desenvolveu a restruturação das delegacias e remanejou delegados de polícia no intuito facilitar o desempenho de suas atribuições. Delegacias foram dotadas de novos armamentos, novas viaturas e equipamentos, objetivando dar um atendimento de qualidade ao cidadão e uma resposta imediata aos crimes que ocorrem dentro do estado, sejam eles de homicídio, tráfico de entorpecentes, roubo, assalto, furto, violência doméstica e crimes de pedofilia.

Prisões e operações

Para o delegado Dicival, o resultado dessas operações traz um saldo altamente positivo em relação ao número de prisões e apreensões de armas de fogo e drogas. “Outras operações foram e são realizadas diariamente em todo interior do Maranhão, tendo como principal objetivo coibir práticas criminosas diversas, como o crime organizado e assaltos a bancos, a exemplo de várias quadrilhas que foram desarticuladas”, finalizou o delegado Dicival.

A SPCI através da Delegacia Especial da Mulher (DEM), da cidade de Bacabal, prendeu o indivíduo conhecido como Vanderlei Alves Aroucha por tentativa de estupro de uma menor de 15 anos. A prisão do acusado foi feita após a delegada especial da mulher, Fernanda Chaves pedir apoio a PMMA de Bacabal. Uma guarnição comandada pelo Sargento P. Sousa e o Cabo Isídio, por volta dás 16h da terça-feira (26), foi até a residência do acusado, efetuando a prisão e conduzindo o infrator até a delegacia onde foi autuado em flagrante.

05 cópia

Em março, de 2015, mês dedicado às mulheres, a polícia civil deflagrou a “Operação Mulher Feliz”, visando garantir os direitos das mulheres. Na ocasião, dezoito municípios estiveram no alvo da ação que finalizou com 26 mandados de prisão preventiva, 3 mandados de busca e apreensão, 8 por posse de entorpecentes, descumprimento de pagamento de pensão alimentícia ,4 flagrantes na Lei Maria da Penha e 86 medidas protetivas de urgência.

No mês de fevereiro, a Superintendência de Policia Civil do Interior (SPCI), através da delegacia de Cururupu, dirigida pelo delegado Cesar Ferro, depois de inúmeras investigações, conseguiu prender Adaílton Cordeiro Santos, 38, mais conhecido como “Barack”, nas proximidades da Curva do Noventa, em São Luís, utilizando um veículo de marca Frontier, de cor roxa. Adailton foi apresentado na SPCI por volta das 16:00.

No dia 01/03/2016, seis pessoas foram presas durante operação deflagrada pela Polícia Civil do Piauí, em parceria com a Superintendência de Polícia Civil do Interior do Maranhão e apoio da Delegacia de Buriti/MA. Os elementos foram presos acusados de participarem da execução brutal de dois presos sequestrados da delegacia da cidade de Buriti (MA) no último dia 15 de fevereiro. Participaram da operação o Dr. Dicival Gonçalves (SPCI), delegado assistente Jalingson Freire e os delegados Jackson e Josemar, de Buriti, com apoio de investigadores da SPCI e Regional de Chapadinha.

Ainda neste mês de março, na semana do Dia Internacional da Mulher, foram realizadas prisões de indivíduos que praticaram crimes contra mulheres no interior do estado, com destaque para a prisão na cidade de Bacabal-MA, em virtude do feminicídio que teve como vítima a senhora Maria Luíza Sousa, 85 anos. A SPCI, através da Delegacia Especial da Mulher em Bacabal comandada pela delegada Fernanda Chaves, prendeu o acusado, autuando em flagrante e transferindo para uma unidade prisional em São Luís.

Outra importante prisão realizada pela SPCI ocorreu na cidade de Miranda do Norte. Foi preso José Mario, suspeito de cometer ou encomendar a morte da líder sindical Francisca das Chagas da Silva no início de fevereiro deste ano.  De acordo com o delegado regional de Itapecuru-Mirim, Samuel Morita, os motivos que levaram ao crime ainda não foram esclarecidos, porém investigações e denúncias mais apuradas apontam a participação direta do suspeito. O crime teve grande repercussão na região devido a vítima ser uma líder sindical muito simpatizada pela população.

20160309_170411

Essas são as principais operações realizadas sob o comando do delegado Dicival Gonçalves, Superintendente de Polícia Civil do Interior, juntamente com sua equipe composta por excelentes delegados e investigadores da Polícia Civil do Maranhão.

No final da entrevista, o superintendente falou que o resultado positivo do trabalho da SPCI, é fruto da ação conjunta das polícias Civil e Militar, agradeceu o apoio e a confiança do secretário Jefferson Portela ao seu trabalho, assim como a credibilidade do delegado geral Lawrence Melo, que lhe tem dado total apoio. Agradeceu também toda a sua equipe pelo empenho, garra, determinação e competência,

02

Dentro desta filosofia – acrescentou – o trabalho integrado determinado pelo Governo Flavio Dino, que vem sendo seguido ao pé da letra pelo secretário Jefferson Portela, tem sido mais que suficiente para o sucesso desta linha de ação recebida com convicção pelas polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e demais órgãos que integram o sistema de segurança pública do Maranhão. “Trata-se de um trabalho conjunto que, a cada dia, vem fortalecendo a segurança do Estado, combatendo a criminalidade e dando ao cidadão maranhense a tranquilidade e a certeza de que o estado está pronto para lhe dar proteção” concluiu Dicival Gonçalves!

Stenio Johnny/ASCOM SSP-MA