Superintendente da SPTC, participa da XXX Reunião de Dirigentes Gerais de Órgãos Periciais do Brasil

O Superintendente de Policia Técnico Científica(SPTC), Perito Miguel Alves, participou da XXX Reunião de Dirigentes Gerais de Órgãos Periciais do Brasil realizada em Maceió nos dias 02 a 04 de novembro, durante o evento a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) apresentou diversos projetos  objetivando a redução de homicídios, o combate a violência contra a mulher e o combate ao tráfico de armas e drogas ilícitas, os quais exigem um aparelhamento pericial bem distribuído e bem equipado.

Segundo o perito Miguel Alves, as áreas priorizadas serão os exames em local de morte violenta, os laboratórios forenses, (química, toxicologia e genética), informática, balística e os sistemas de gestão, visando a aquisição de equipamentos e insumos, bem como a capacitação de pessoal. Atualmente quatro Peritos Criminais da Policia Civil do Maranhão já se encontram em treinamento junto à Força Nacional de Segurança Pública em Brasília. Todos os procedimentos operacionais serão discutidos e se necessário, atualizados. Informou!

Disse que o Instituto de Genética Forense, recém inaugurado, já faz parte da Rede Brasileira de Bancos de Perfis Genéticos, por meio de Convênio assinado pelo Secretário de Segurança do Maranhão Dr. Jefferson Portela e a diretoria da (SENASP)

O Secretário Nacional de Segurança Pública, Dr. Celso Perioli, destacou a importância da rede na identificação de criminosos, visando a redução da impunidade e da prática de crimes. Durante o mesmo período ocorreu também o III Congresso Brasileiro de Medicina Legal e Perícias Médicas, do qual participaram os Médicos Legistas Dr. George Melo e Dr. Wanderley Junior, Diretor do IML de São Luís.

                        

O perito Miguel Alves ressaltou que na última semana foi dado início ao Congresso Brasileiro de Medicina Legal e o Congresso Brasileiro de Odontologia Legal, onde foi apresentado, o protocolo de cadáveres não reclamados, não identificados (NR/NI) do IML de São Luís-MA, desenvolvido pelos peritos maranhenses, o que despertou bastante interesse por parte dos congressistas, inclusive com pretensão de utilização, levando o nome do IML de São Luís do Maranhão além de suas fronteiras. 

O Superintende da SPTC falou ainda que o trabalho que o Dr. Frederico Mamede, Encarregado de Tanatologia do IML de São Luis, apresentou no Congresso de Odontologia Legal e Antropologia é pioneiro e genuinamente maranhense. Concluiu!