SENARC prende foragidos de Pedrinhas

(Foto: Nilson Figueiredo)

A Policia Civil, por intermédio da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico-SENARC, durante coletiva na tarde nesta terça-feira (15), por volta das 16:00h, no Auditório Leofredo Ramos, da SSP/MA, apresentou dois foragidos do Centro de Triagem de Pedrinhas e dois suspeitos de associação para o tráfico de drogas.

Foram apresentados Marcos André Vieira da Silva (32), mais conhecido como “Marquinho da Matança”, Bruno Castro dos Santos (32) ou “Bruninho Matador”. Os dois são foragidos de Pedrinhas, ou seja, no induto que ocorreu no dia 09/10/2015, saída provisória para a comemoração do Dia das Crianças, eles se passaram por outras pessoas e fugiram. Também foram apresentados Thiago Elias de Carvalho (31) e Paulo Rogerio Soares Galvão (37).

O delegado Carlos Alessandro e sua equipe estiveram à frente das investigações e informaram que as prisões aconteceram na manhã desta terça-feira (15), na Avenida Santos Dumont, bairro do Anil, às 12:30 horas. Os quatro participavam de uma transação de drogas quando foi feita a abordagem que resultou em suas prisões.

Nessas circunstâncias, a equipe, deslocou-se até a residência de Marquinhos da Matança, localizada no bairro do Araçagi, onde foi apreendida a quantidade aproximada de 10 kg de uma substancia similar ao crack, diversas munições calibre .40 e calibre 9mm e cerca de 3.000,00 reais em espécie. Os indivíduos haviam feito uma migração do furto para o tráfico de drogas e estavam sendo monitorados minuciosamente pela polícia Vale destacar que Marquinho e Bruninho são integrantes de uma facção criminosa com atuação notadamente na capital do estado.

A Polícia Civil está fazendo levantamentos, na suspeita de que Marquinho da Matança teria cometido cerca de 30 homicídios na capital. Os presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação ao tráfico, posse ilegal de munição e associação criminosa. Após a expedição das comunicações legais de praxe ao judiciário, serão encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde ficarão à disposição da justiça.

Por Carolina Gomes – Ascom SSP