Segurança integrada é tema em reunião de forças policiais com lideranças comunitárias

A Polícia Militar do Maranhão visando intensificar a integração das Forças de Segurança com a comunidade no combate a criminalidade, por meio do Comando de Área Metropolitana 3 (CPAM-3), promoveu durante a manhã da sexta-feira  (06), no auditório “Coronel Bazolla”, do Comando Geral da PMMA, uma reunião com a presença de representantes de diversos órgãos e instituições, como por exemplo: Polícias Militar e Civil, conselheiros e lideranças comunitárias e gestores de escolas da cidade de São Luís.

A reunião, que contou com um café da manha e palestras, foi organizada pelo CPAM-3, no qual está à frente o coronel Eduardo Antonio Batista Simplício, e objetiva discutir ações de segurança, receber as demandas da comunidade e orientar quanto aos trabalhos de segurança na área de responsabilidade do comando de área por meio da atuação conjunta das instituições.

Participaram do evento o coronel José Frederico Gomes Pereira, comandante geral da PMMA, o coronel Simplício, comandante do CPAM-3, tenente coronel Bernardo, chefe do Estado Maior do CPAM-3, o tenente coronel Edivaldo Mesquita, comandante do 1º BPM, o major Mauro, subcomandante do 21º BPM, o capitão Marcos Silva, da 2ª USC – Coroadinho, o major Ivan Góis e o investigador de polícia civil, Klinger Moura, ambos membros do Pacto Pela Paz, da Secretaria de Segurança, o delegado Robson Almeida, assistente da Superintendência de Policia Civil da Capital, o delegado Carlos Damasceno, da Seccional Sul (Itaqui, Bacanga, Anjo da Guarda, Coroadinho e Estiva), o delegado Henrique Mesquita, da Seccional Leste, além de outros delegados como: Raquel Brandão (5º DP-Anjo da Guarda), Rondinele Araújo (10º DP- Bom Jesus), Parsondas Coelho Júnior (11º DP-São Cristóvão) e Day Robson Costa e Silva (12º DP-Maracanã). Presentes também diretores de escolas da área, conselheiros de segurança comunitária, presidentes de associações além de outros integrantes da comunidade.

Francisco Batista Oliveira, conselheiro de segurança comunitária do Pólo São Bernardo-São Cristóvão, mencionou os avanços que se tem conseguido na área. “O trabalho de segurança comunitária é importante ser um trabalho integrado. O Estado disponibilizou recursos e materiais, com isso melhorou muito a segurança na área. Possibilitou um melhor contato da comunidade e PMMA”, disse o conselheiro.

Já o delegado Carlos Damasceno, da Seccional Sul, falou da iniciativa das pessoas e da importância da parceria de instituições e comunidade. “Parceria importante, pois mesmo com recursos diminutos, mas com a boa integração e vontade dos envolvidos na segurança pública, consegue-se bons resultados”, frisou o delegado.

Maria da Conceição Boaz, gestora adjunta da UEB Cônego Sidney Castelo Branco Furtado, que fica na Vila Ariri, lembra que integração traz bons resultados. “A parceria Polícia Militar e comunidade é de suma importância. Os policiais militares estão sempre presentes fazendo a segurança de nossa escola”, comentou a gestora e educadora.

O comandante do CPAM-3 destacou a importância da integração do sistema de segurança com a comunidade. “A reunião busca proporcionar maior aproximação entre as forças policiais e lideranças comunitárias da área de responsabilidade do CPAM-3 passando a serem realizadas mensalmente. A comunidade trará suas demandas e o sistema de segurança procurará solucioná-la”, disse o coronel Simplício.