Secretário Jefferson Portela, participa da abertura da semana Nacional Justiça pela Paz em Casa, com a presença da presidente eleita do STF, Ministra Carmem Lúcia

A presidente eleita do STF. Ministra Carmen Lúcia, fez à abertura da V semana Campanha Justiça pela Paz em Casa, EM SEU pronunciamento, a Ministra ressaltou que a priorização aos casos envolvendo mulheres deve ser uma ação permanente dos juízes. Ela explicou que a ênfase na violência contra a mulher existe porque estas são vítimas, simplesmente pelo fato de serem mulheres, por viverem uma vulnerabilidade maior a agressões e direitos fundamentais em relação aos homens, sendo tratadas de forma invisível dentro da sociedade, o que por muito tempo recaiu sobre a violência.
A Ministra Disse que o Judiciário precisa dar a resposta que o cidadão espera, em tempo razoável, garantindo a sensação de Justiça – esperada pela sociedade, especialmente familiares de vítimas de violência -, pois este é um problema que afeta a todos e a cada um. “Em qualquer lugar do mundo, em que eu souber que uma mulher foi assassinada, uma parte de mim também estará morta: aquela que não deu conta de fazer com que isso não acontecesse, enquanto juíza que sou”. Concluiu
unnamed (1)
O Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela esteve presente ao evento, e em entrevista concedida ao repórter Stenio Johnny ASCOM SSP/MA, falou que é importante a temática do evento, pois trata da violência praticada contra mulher, por quem lamentavelmente tem a obrigação de protegê-la que é o seu esposo o seu companheiro.
 Disse que o governo do estado através da Secretária de Segurança Pública, está dando apoio a todas instituições e organismos, que realizam trabalho de proteção a mulher, como a Vara da Mulher, a Coordenadoria da Mulher, Secretaria de Estado da Mulher, Ministério Público, Defensoria Pública, dentre outros
Destacou o trabalho da Delegacia Especial da Mulher(DEM), que vem realizando grandes ações de combate a violência doméstica. Prendendo os agressores, abrindo e concluindo inquéritos, e encaminhando encaminhado-os à justiça, para que seja aplicada a  lei Maria da Penha, punindo aqueles que insistem em praticar qualquer natureza de crime contra mulher maranhense. Disse o secretário.
 Portanto a presença da Ministra Carmem Lúcia na V Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa, vem somar com o governo do Estado, contribuindo assim, com a diminuição da violência doméstica. É  o governo do Maranhão, em conjunto com o governo federal STF, E TJMA vem realizando políticas públicas, voltadas para o combate a ação criminosa contra mulher, punindo os agressores. e possibilitando a mulher maranhense uma melhor qualidade de vida e segurança. Concluiu!
O desembargador Cleones Cunha presidente do TJMA citou dados da Secretaria Nacional de Política para as Mulheres, dando conta de que 40% das mulheres vítimas sofrem violência diariamente, e 34% semanalmente, sem contar os casos em que sofrem caladas em razão de dependências variadas, além da tolerância social e do machismo que imperam na sociedade.Declarou.
Participaram do evento, a Secretária de Estado das Mulher Laurinda Pinto, Desembargadora Anildes Cruz, Corregedora Geral de  Justiça, Desembargadora Ângela Salazar presidente da Coordenadoria da Mulher, Desembargador Raimundo Barros, presidente do TRE-MA, Deputado Humberto Coutinho Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, desembargadores, juízes, promotores de Justiça, defensores públicos, membros do Legislativo e representantes do Governo do Estado e do Município de São Luís.
Por/Stenio Johnny – Ascom SSP
Assista aqui a entrevista: