Polícia Civil realiza várias prisões na região metropolitana de São Luís

Dando prosseguimento nas ações de combate à criminalidade, a Polícia Civil realizou diversas prisões no âmbito da região metropolitana de São Luís. Foram presos Jardeson Pereira, por ter contra ele dois mandados de prisões em aberto, Erivan Pinheiro por assaltos na capital, e Jucilene do Santos, flagrada com entorpecentes.

Foi a equipe decaptura da Del. Especial do Maiobão, sob o comando da delegada Maria Eunice que prendeu, nesta quarta-feira (10), naquele bairro, cumprindo de Mandado de Prisão com sentença condenatória, o suspeito Jardeson Adriano Diniz Pereira. Ele estava com dois mandados de prisões em aberto, sendo um por condenação de oito anos e três meses de reclusão pelo crime de roubo qualificado e também por tráfico de drogas. Sua prisão foi expedida pela Comarca do município de Penalva e  a prisão foi expedida pela Juiza Elaila Silva Carvalho. Tinha também mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Itaércio Paulino da Silva, da 1ª Vara de Entorpecentes da Comarca de São Luís, Após a prisão de Jarderson Pereira, ele foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Prisão por diversos crimesIMG-20160511-WA0146

A outra prisão foi executada (10), pela da equipe de captura da 2º DP do João Paulo, coordenada pelo delegado Fernando Guedes, em cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva em desfavor de Erivan Cunha Pinheiro. O suspeito foi preso na área do Bairro do João Paulo. O mandado de prisão foi expedido pela Juíza Ana Célia Santana da 5ª Vara Criminal. O suspeito Erivan é responsável por vários crimes patrimoniais, inclusive um assalto à coletivo, motivo pelo qual foi fundamentada a decretação de sua prisão preventiva.]

Mais prisõesIMG-20160511-WA0143

Já a equipe de captura do 7º DP em parceria com a Unidade de Segurança Comunitária da Vila Luizão (USC) prendeu em flagrante delito a suspeita Jucilene do Santos. Ela foi presa quando foi flagrada com crack e cocaína nas imediações do bairro Vila Luizão. Após averiguações na delegacia, foi descoberto que ela tinha em seu desfavor, um mandado de prisão preventiva.

Mauro Wagner – Ascom/SSP