Jefferson Portela participa da solenidade de premiação de policias civis e militares pela apreensão de armas de fogo no Maranhão

Durante solenidade realizada na manhã de sexta-feira (10), no Palácio dos Leões, o Governador Flávio Dino e o Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela condecoraram honras a policiais civis e militares pelo desempenho apresentado na apreensão de armas. O reconhecimento integra as ações do programa estadual “Pacto pela Paz” e serve como estímulo para elevar o desempenho do efetivo, além de promover a valorização dos policiais maranhenses.

Durante a festividade, o Governador Flávio Dino registrou que o objetivo da premiação é estimular esses servidores honrando e valorizando os esforços do efetivo representado em cada policial presente. “Realizamos o conjunto de ações com o fim de aprimorar a gestão da segurança e temos um programa de valorização permanente aos que fazem a nossa polícia”, disse.

Jefferson Portela destacou que é importante reduzir o índice de violência e as armas de fogo são um móvel muito forte para a prática de crimes, por isso a importância dessa decisão do Governo do Estado em reconhecer o conjunto da categoria com a premiação; “Aqui estão os destacados, mas toda a corporação tem o direito de participar, de ser premiado, atuando fortemente contra o crime. Dia de alegria, de honra, e de gratidão por essa decisão administrativa do governador Flávio Dino, mesmo em um momento de crise, de reconhecer financeiramente os valorosos policiais que desempenham jornada diária contra o crime”, concluiu.

O investigador de Polícia Civil, Diego Neto, ficou em 1° lugar, pela apreensão de 45 armas de fogo. Ele participou de todas as operações no período, como condutor e adestrador do cão policial ‘Vini’. O cachorro integra o setor de cinófila da Senarc e sua presença, segundo o investigador, contribuiu para o aumento das apreensões de drogas e, consequentemente, de armas; “Esse prêmio é meu e de uma grande e valorosa equipe da Polícia Civil, sem a qual não seria possível estar aqui hoje. Essa premiação vem coroar todo um planejamento de nossa equipe e agradeço a todos por este prêmio, que é coletivo”, enfatizou.

“Quem veste esta farda está imbuído de um sentimento que é difícil explicar, mas que nos move a fazer cada vez mais, esquecendo que estamos arriscando nossas vidas, mas, por uma missão nobre. Agradeço ao governador, ao nosso secretário e a todos os policiais”, disse o 3º sargento Joelson Lima da Rocha, 37 anos. Ele integra o 16° Batalhão de Chapadinha e está há 16 anos na polícia. Rocha tirou de circulação 22 armas.

Compuseram também a lista de premiados os soldados, José Victor Martins Azevedo e Pedro de Freitas Filho; o 2° sargento Raimundo Soares Pereira; o investigador de Polícia Civil, Fernando Santos Silva e os 3° sargentos Cristian da Silva Pimentel e Cristian da Silva Pimentel. Outras premiações com valores entre R$ 300 e 1.500, foram concedidos a policiais militares e civis da capital e interior, por apreensões de menor porte. Nesta premiação foi considerado o calibre, seu poder lesivo e as condições em que as armas foram apreendidas.

Presentes à solenidade estavam ainda o Vice-governador, Carlos Brandão; o Procurador Geral do Estado, Rodrigo Maia; o Procurador Geral de Justiça do Maranhão, Luiz Gonzaga; o Secretário Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), Diego Galdino, representando o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior; o Delegado-geral de Polícia Civil, Lawrence Melo e demais delegados; o Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira e demais autoridades militares; o Comandante do Corpo de Bombeiros, Célio Roberto; os Deputados Estaduais Levi Pontes, Ana do ‘Gás’e Junior Verde.