JEFFERSON PORTELA PARTICIPA DA FORMATURA DA 4º TURMA DO CURSO DE OPERAÇÕES DE SOBREVIVÊNCIA EM ÁREA RURAL- COSAR

A Polícia Militar do Maranhão por meio da Diretoria de Ensino e o Comando de Policiamento Especializado realizou na sexta-feira (22), a formatura da 4ª Turma do Curso de Operações de Sobrevivência em Área Rural – COSAR, que tem por finalidade combater o crime organizado, enfrentar ações de quadrilhas e, principalmente, assaltos a agências e instituições financeiras no Interior do Maranhão.

É um grupo especial para trabalho na zona rural, esta turma de policiais passou pelo período longo de formação, são 21 formandos do Estado do Maranhão e dois da Polícia Militar do Estado de São Paulo. A 4º turma do COSAR vai fazer o policiamento na região da cidade de Buriticupu, Arame e o povoado Faisa, que concentra uma grande população na área rural. É um grupo preparado para o combate em área de difícil acesso. O curso ofereceu aulas práticas e teóricas, os alunos foram submetidos a várias disciplinas, entre elas, tiro tático, CQB (Combate de Ambiente Confinado), técnica de abordagem, tiro pessoal, ações antibomba, operações policiais especiais, invasões táticas com explosivos, primeiros socorros, patrulha e antiterrorismo. O grupo passou também pela fase de treinamento de selva, além de ter instruções com o subcoordenador do curso, o comandante de Operações Especiais da Polícia Militar, major Antônio Carlos Sodré.

“São homens que partindo para a busca de um criminoso só retornam com a missão cumprida, ou seja, com o criminoso preso porque são preparados para este serviço, e para o nosso Estado é muito importante este agrupamento de força, combate, raça, sempre pronto para enfrentar qualquer grupo criminoso. O pior grupo que existir será fraco diante desses homens que saíram formados do COSAR”. Afirma o secretário Jefferson Portela.

“Aqui no Maranhão é o bandido que recua, ou recua ou tomba diante da força do Estado esse é o comando, bandido não vai criar território para fazer o mau no nosso Estado, aqui ou ele se entrega e vai preso ou perde a batalha final para as forças de Estado, aqui no Maranhão nós temos a clareza de que somos filho de Deus, e que temos o dever sagrado na nossa condição de policial, buscar o combate ao mal onde quer que ele se encontre na capital, no interior e em qualquer área da zona rural, porque aqui temos diante de nós a 4º turma do COSAR e se houver batalha, só resta a ele um destino, a derrota; porque vai prevalecer a força dos guerreiros do Maranhão, agora mais reforçados com mais esta turma de Operação na Zona Rural”. Reiterou o Secretario de Segurança do Maranhão.

 

 

Carla Andrade – Ascom/SSP