Funac, Pastoral da Juventude e Secretaria de Segurança articulam ações para o projeto Jovem Guardião

A Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), vinculada à Secretaria dos Direitos Humanos e Participação Popular, e a Pastoral da Juventude (PJ), que juntos desenvolvem as ações do Jovem Guardião, se reuniram com o Conselho Superior de Segurança da Secretaria de Segurança Pública (SSP), para apresentar as atividades do projeto e articular iniciativas de sensibilização para uma ação mais vinculada aos direitos humanos sobre o adolescente em cumprimento de medida socioeducativa, nesta semana.

A iniciativa é resultado dos encaminhamentos pactuados na primeira reunião da Rede Guardiã, realizada em março, com representantes do poder público, sociedade civil e sistema de justiça, para fortalecer a intersetorialidade na política da socioeducação e o acompanhamento aos egressos do sistema socioeducativo.

O coordenador do Projeto Jovem Guardião, Jhonatan Soares, destacou que a reunião foi estratégica para os próximos passos do projeto. “Apresentar o Jovem Guardião para a instância máxima da segurança pública no Estado foi um passo muito ousado e que demarca a importância que o projeto tem alcançado”, ressaltou. “Tivemos uma conversa positiva e inspiradora, isso só nos motiva para seguir adiante e, principalmente, com o apoio da Secretaria vamos avançar e poder dar implementar as como o acompanhamento nas comunidades”, destacou.

Para a gestora da Funac, Elisângela Cardoso, as articulações que estão sendo estabelecidas vão fortalecer a Rede Guardiã e contribuir com a reintegração do adolescente egresso do sistema socioeducativo. “Para alcançar esse propósito, é fundamental a articulação com todos os segmentos da sociedade. Em relação à Segurança Pública é importante essa aproximação, para que eles possam conhecer a dinâmica da execução das medidas socioeducativas e o trabalho do Jovem Guardião para entender o papel do trabalho em sistema de rede”, defendeu.

“Agradeço à FUNAC e a Pastoral da Juventude pela execução do Projeto Jovens Guardiões, iniciativa esta que vem fortalecer a política restaurativa juvenil, propiciando a redução da reincidência criminal de jovens”, parabenizou o subsecretário Saulo Ewerton. “Nesse aspecto, destaco o empenho pela proposta a ser desenvolvida, no que aproveito para colocar todo Sistema de Segurança à disposição, no sentido de colaborar com esse projeto, de significado ímpar na prevenção à criminalidade e na salvaguarda de vidas, oportunizando uma gestão de reconstrução de uma sociedade mais justa, de respeito às leis e redução da violência, a partir de esforços das instituições públicas, entidades da sociedade civil e cidadãos”, concluiu.

O próximo passo é ampliar o conhecimento do projeto a todos os comandantes da Polícia Militar e uma formação direcionada ao Programa “Pacto pela Paz” frisou a ouvidora da Segurança Pública, Elivânia Estrela, uma das integrantes da Rede Guardiã.  Participaram da reunião a presidente da Funac, Elisângela Cardoso; a diretora técnica da Fundação, Lúcia Diniz; o coordenador do Projeto Jovem Guardião, Jhonatan Soares; e do Conselho de Segurança: o subsecretário de Segurança Pública, Saulo Ewerton; o coronel do Quadro de Oficiais Policiais Militares, José Frederico Gomes Pereira; a ouvidora de Segurança Pública (SSP-MA), Elivânia Estrela Aires; o Coronel do Quadro de Oficiais Complementar Bombeiro Militar (QOCBM), Célio Roberto Pinto de Araújo; O corregedor geral do Sistema Estadual de Segurança Público, Fernando Moura de Lima; e a diretora geral do DETRAN, Larissa Abdalla Britto.