Encontro de Delegadas Especiais debateu casos de feminicídio e outro atentados à mulher

A delegada, Kazumi Tanaka, participou do Primeiro Encontro de Delegadas Especiais da Mulher, realizado no último dia 16 na SSP- MA. Segundo a delegada, o evento teve grande importância por tratar de questões frequentes do cotidiano da polícia, discutir procedimentos, modos de atuação e promover a interação com outras instituições especializadas, como a Secretaria de Estado da Mulher e o Ministério Público Estadual. O projeto tem como principal objetivo gerar uma interlocução periódica no sentido de aprimorar cada vez mais o trabalho realizado pelas delegacias da mulher em todo o Estado.

Com relação aos casos de feminicídio, a delegada caracteriza estes eventos com base nos atentados à mulher que são fundamentados por intolerância de gênero, ou seja, nesta situação, ela é vítima de um homicídio praticado por sua condição natural e social de mulher. A proposta desta diretriz organizada seria aprimorar a investigação e perícia, gerando estatísticas especializadas nos atos de crime por feminicídio.

 As ações da Polícia Civil do Maranhão, através da Delegacia Especial da Mulher, visam resguardar e garantir os direitos da mulher, implementando melhorias no atendimento e na execução de serviços. Foi proposta a criação da Patrulha Maria da Penha na capital e, posteriormente, nos interiores, planejando uma assistência frequente às vítimas e criando políticas diferenciadas para diminuir a incidência dos crimes contra a mulher.

A delegada Kazumi finaliza sugerindo uma ação conjunta entre os órgãos de segurança pública, em razão de reverter o atual quadro de violência contra a mulher e garantir sua integridade física e moral em sociedade.

Yan Ribeiro ASCOM SSP/MA