Detran faz mais uma ação do Programa Direção Certa em São Luís

Mais de 1.000 pessoas foram abordadas, durante o fim de semana, por meio das atividades do Programa Direção Certa, realizadas pela equipe de Educação para o Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran/MA), no Centro Histórico e no bairro do Vinhais, em São Luís.

Com o lema ‘Mais que um papo de bar’, a iniciativa do Detran conta com a parceria da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), por meio da Companhia de Polícia Militar Rodoviária Independente (CPRV Ind). O objetivo é conscientizar condutores e passageiros sobre o perigo de dirigir após o consumo de bebidas alcoólicas e também sobre a importância de condutas adequadas no trânsito.

De acordo diretora-geral do Detran, Larissa Abdalla, o Programa Direção Certa é mais uma ação educativa prioritária do Departamento. “Fazer educação para o trânsito não é uma escolha é um dever. No Governo do Maranhão, educar para o trânsito é uma prioridade e pode salvar vidas”, frisou.

Durante a ação do Detran, além de receber material informativo sobre a Lei Seca, os motoristas foram convidados a fazer o teste do etilômetro – mais conhecido como bafômetro – para demonstrar, na prática, que a quantidade de álcool consumido pelo condutor avaliado excedia os limites de tolerância determinados pela Lei Seca – 0,04 miligramas de álcool por litro de ar – resultando, em alguns casos, infração ou crime.

O Programa Direção Certa vem sendo realizado pelo Detran desde maio em locais de São Luís com grande concentração de público. Segundo a coordenadora de Educação para o Trânsito do Detran, Rose Farias, a abordagem nos bares  influencia os motoristas.

“No momento da abordagem as pessoas tiram as dúvidas. O teste mostra que o ideal é não beber, já que o limite tolerado é zero. Com o resultado na mão, o cidadão entende que a vida é mais importante e na volta para casa acaba escolhendo entre pegar um táxi ou entregar a chave para um colega que não bebeu”, explicou Rose Farias.

A estudante Maria Clara aprovou a iniciativa do Detran. “Eu não bebo. Mas, me sinto segura em ver que enquanto estamos nos divertindo, pessoas estão trabalhando para nos levar essa mensagem importante. Direção e álcool não combinam mesmo”, afirmou.