Policiais do 6º Batalhão prendem indivíduo de alta periculosidade armado que havia saído do induto natalino

Policiais militares do 6º Batalhão prenderam no último sábado (24) Francisco das Chagas Cosmo da Costa, vulgo “Cocada” no bairro da Janaína.
A guarnição de serviço estava realizando patrulhamento na rua 4 da Cidade Olímpica quando avistou o elemento acima citado, que ao perceber a presença dos policiais saiu correndo imediatamente, sendo perseguido e capturado na avenida Brasil. Em posse do conduzido foi encontrado 10 (dez) munições de calibre 38mm e 01 (uma) munição de calibre 9mm (calibre restrito das forças de segurança federais). Em razão dos fatos, o indivíduo foi conduzido ao plantão DECOP (Cidade Operaria) onde foi autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. É importante salientar que o mesmo tinha sido liberado do sistema penitenciário no último dia 18 de dezembro para passar natal com seus familiares.
 
ANTECEDENTES CRIMINAIS
·         06/11/2013 – ROUBO, SE DA VIOLENCIA RESULTA MORTE (LATROCÍNIO)
·         28/09/2014 – HOMICIDIO DOLOSO, ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA
·         24/12/2016 – POSSE OU PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO RESTRITO
 
O elemento FRANCISCO DAS CHAGAS COSMO DA COSTA, vulgo Cocada, é um criminoso de altíssima periculosidade, que comanda de dentro do sistema penitenciário, diversas atividades criminosas (Tráfico, homicídios, Roubos, movimentação de armas) na Feirinha da avenida Brasil, no Bairro da Cidade Olímpica.
O mesmo está envolvido numa chacina ocorrida em setembro de 2014, quando em companhia de mais 04 marginais, assassinaram 04 pessoas e feriram mais 04 com disparos de arma de fogo. Fato ocorrido num Lava jato da avenida Brasil, cidade olímpica. Por este crime que tramita na 3ª vara do tribunal do Júri ele ainda não foi condenado.
Em novembro de 2013, este criminoso, em companhia de um comparsa, foi autor de um latrocínio no bairro da cidade olímpica que teve como vítima fatal o senhor MATIAS BORGES. Por esse crime ele foi sentenciado a 06 anos de prisão, recebendo o benefício da saída temporária de natal em 18 de dezembro de 2016, de ordem da juíza titular da 1ª vara de execuções penais de São Luís.
 
Por Cabo PM Paulo ASCOM SSPMA