Polícia Militar confronta o crime com a Operação Malha Metropolitana

A Polícia Militar do Estado do Maranhão vem diversificando formas de trabalho junto a sociedade maranhense, obtendo resultados satisfatórios no confronto ao crime. Desde o dia 22 de janeiro foram posicionadas 17 viaturas estrategicamente em retornos da grande São Luís, visando à realização de abordagens nos transportes públicos, fiscalizando e detectando suspeitos da prática de assaltos a coletivos.

A operação, que recebeu o nome de “Malha Metropolitana” se autodefine por trilhar recursos estratégicos a fim de diminuir os índices dessa prática de crime. Além de estar 24h nessas rotatórias, a guarnição faz patrulhamentos periódicos nas adjacências, coibindo assaltos corriqueiros e levando mais segurança a comunidade.

Há o objetivo é ampliar para 21 o número de viaturas estrategicamente posicionadas que serão colocadas em áreas guarnecidas por batalhões da PMMA. Pela IMG_4308particularidade de se localizarem em pontos específicos, a comunidade dispõe de mais um meio de denúncia. De modo que já são inúmeras as pessoas que procuram as viaturas, por terem referencia de onde está a PMMA, o que facilita e dá mais agilidade em coibir o crime.

 

“Antes a população dispunha somente do terminal 190 para realizar suas denúncias. Hoje há um avanço significante por meio de novas tecnologias, já que as viaturas dispõem de todo esse aparato, para uma maior agilidade no combate ao crime, superando expectativas reais”, destacou o Comandante Geral da PMMA, Frederico Pereira.

Ainda conforme informações do comandante Frederico Pereira, os índices de violências diminuíram nessas áreas, porém o importante é o cidadão passar por esses pontos e ver a polícia, sentir-se seguro e a PMMA vem propiciando isso aos maranhenses de forma eficiente.

O secretário de segurança pública, Jefferson Portela ressalta a habilidade e clareza em que o trabalho vem se destacando na região, “São positivos os avanços, em relação à segurança do estado, é um compromisso prestado a toda população”, afirmou o secretário.

 

 

 Carolina Gomes – Ascom SSP