Parceria garante intensificação de policiamento preventivo no entorno dos Restaurantes Populares

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) e a Polícia Militar do Maranhão (PMMA) alinharam parceria para a intensificação do poliamento preventivo no entorno dos equipamentos públicos de alimentação. O tema foi discutido em reunião realizada na segunda-feira (29) entre a secretária adjunta de Segurança Alimentar da Sedes, Lourvídia Caldas, e o subsecretário de estado de Segurança Pública, Saulo de Tarso Pereira.

A celebração da parceria foi sugerida em função da importância da ação de policiamento preventivo nas proximidades dos Restaurantes Populares, nos horários de funcionamento das Casas de alimentação. “Nosso objetivo é garantir à população a segurança necessária para que frequentem com tranquilidade os restaurantes populares, tanto no horário do almoço, como no jantar”, destacou o titular da Sedes, Neto Evangelista.

Durante a reunião, da qual também participaram as gestoras de Projetos da Sedes, Wilma Ramalho e Priscila Araújo, a secretária adjunta, Lourvídia Caldas, destacou que a parceria dará mais tranquilidade aos milhares de adultos, idosos e crianças, frequentadores das unidades do Anjo da Guarda, Coroado, Sol e Mar, Liberdade, Cidade Olímpica e Maiobão. “Foi uma reunião muito produtiva, pois iniciamos aqui as tratativas dessa importante parceria que vai proporcionar a segurança não somente dos usuários desses equipamentos como também dos nossos funcionários que atuam nos restaurantes populares”, enfatizou Lourvídia.

O subsecretário de estado de Segurança Pública, Saulo de Tarso Pereira, considera salutar a realização de ações preventivas no entorno. “Vamos traçar um planejamento para aprimorarmos a ação operacional da PM nesses locais, disponibilizando também um protocolo de atendimento aos funcionários dos Restaurantes Populares, garantindo a segurança de seus frequentadores”, disse o subsecretário de Segurança Pública.

Restaurantes

Os restaurantes populares são importantes equipamentos sociais inseridos na política estadual de Segurança Alimentar, para garantir às populações em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar o direito humano à alimentação saudável e adequada. Têm como objetivo ofertar refeições nutricionalmente adequadas, a preços acessíveis e na quantidade certa à população de baixa renda.

Os restaurantes visam, ainda, fortalecer o enfrentamento à extrema pobreza, além de promover a inclusão produtiva das famílias de pequenos agricultores, porque o projeto prevê a aquisição de produtos oriundos da agricultura familiar.