Nenhum homicídio registrado nos circuitos do carnaval na capital maranhense

Foto: Nilson Figueiredo

A Secretaria de Segurança Pública (SSP), juntamente com o Comando Geral da Polícia Militar apresentaram, em coletiva na manhã desta quinta-feira (02), por volta das 9hs, no Comando Geral da Polícia Militar informações acerca do balanço das ações das forças de segurança no carnaval maranhense. De antemão, foram repassados dados significativos que apontam redução nos crimes de homicídio na região metropolitana de São Luís, prisões e apreensões. Foi ressaltado que não houve registro de nenhum homicídio nos circuitos do carnaval maranhense, na capital.

Os atendimentos realizados pelas forças de segurança no Carnaval de Todos 2017, ocorreram de forma rápida nos principais pontos de concentração de público. Dentre as principais ocorrências foram destacadas as oriundas do alto consumo de bebidas alcoólicas, redundando em agressões físicas. Ações provenientes da Polícia Militar, Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros Militar foram constantes nos circuitos carnavalescos, dificultando as ações criminosas.

O Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela enfatizou o esforço conjunto das forças de segurança durante o período carnavalesco. Ressaltou, ainda, que a polícia teve um trabalho muito grande para poder controlar as multidões que percorreram o novo circuito carnavalesco, compreendendo a Passarela do Samba, a Madre de Deus e o trecho entre a Avenida Beira Mar e a Praça Maria Aragão. O secretário disse ainda, que “Com certeza, foi presenciado pelos maranhenses, um dos maiores carnavais da história do Maranhão. Foi um acerto na mudança de rumo no percurso carnavalesco. Deixamos livres não somente os hospitais do centro da cidade, mas também as empresas que estavam sendo prejudicadas pela multidão, O posicionamento das forças de segurança em locais chaves foram satisfatórios. Houve um remanejamento e otimização no sentido de garantir a segurança do cidadão na capital e no interior”, definiu o secretário de segurança Pública.

Redução nos homicídios e aumento nos procedimentos de flagrantes

Presente também na coletiva de imprensa, o Delegado Geral de Polícia Civil Lawrence Melo agradeceu a presença de todos os presentes e informou que “Decididamente, tivemos um resgate dos bons carnavais. As forças de segurança, envolvendo as policias de forma integrada reduziram os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Em 2016 foram registrados, nos quatro dias, 16 homicídios. Já em 2017 aconteceram 09, outros três casos foram registrados por lesão corporal e roubo seguido de morte. Desta forma, percebe-se uma redução de 44% dos crimes morte nos dias do carnaval.  Outro ponto fundamental, é que homicídios não foram registrados nos circuitos de carnaval da capital. Quero ressaltar também o aumento operacional dos procedimentos. Foram realizadas 65 Autos de Prisão em Flagrante, e 08 Autos de Apreensão em Flagrante. De forma geral foram apreendidos 37 armas de fogo e 18kg de entorpecentes. No tocante ao quantitativo empregado na missão do carnaval, foram 400 policiais civis distribuídos para os interiores maranhenses e 200 policiais civis foram distribuídos na região metropolitana de São Luís”, concluiu.

O Comandante do Comando Geral da Polícia Militar, o Cel. Frederico Pereira ressaltou, que o trabalho realizado no período de carnaval se deve ao planejamento criterioso, ao recurso aplicado e ao empenho de profissionalismo dos nossos policiais e do Sistema de Segurança pública. Eu particularmente estive presente nos 04 dias de carnaval no circuito de carnaval. Foram registradas 175 ocorrências de emergências, e 336 ocorrências de emergências no interior.

“Visitei os circuitos da Madre de Deus, da Passarela, da Praia Grande e em área mais distantes, como a de Paço de Lumiar. Percebir um dinamismo e cautela deferida pelos policiais militares para com as revistas ao cidadão. Nossa segurança fora reforçada e foi reconhecido o grande esforço pela população, a qual notou consideravelmente a presença da polícia nas ruas da capital. Nos bairros o policiamento foi constante, tanto pelos batalhões da área, como pelo policiamento especializado”. O Cel. Pereira agradeceu toda a tropa, pelo empenho designado em prol da segurança da população durante o período carnavalesco.

Já o Comandante do Corpo de Bombeiros Militar, o Cel. Célio Roberto repassou que o Corpo de Bombeiros Militar, realizou um divisor de medidas protetivas em prol da população. Aprimoramos o planejamento a partir do pré-carnaval, onde analisamos toda a situação. Não contávamos, era que seria uma multidão partícipe nos circuitos.

Ele disse ainda, que “No Circuito da Madre de Deus e Beira Mar, as principais ocorrências foram de coma alcoólico e ferimentos decorrentes de objetos cortantes As guarnições empregadas realizaram os atendimentos necessários e posteriormente encaminhadas as vítimas para os hospitais de urgência e emergência. O Corpo de Bombeiros Militar realizou 26 atendimentos nos circuitos do carnaval, sendo 03 decorrentes de objetos cortantes, 06 problemas clínicos, 15 comas alcoólicos, 01 queda de uma pessoa e ainda uma ocorrência de incêndio. Já nos municípios maranhenses foram registradas 112 ocorrências. Em relação ao ano passado foram registradas uma queda de 33% nas ocorrências na capital.

Estiveram presente ainda na coletiva realizada no Comando Geral. O Subcomandante do Comando Geral, o comandante do Comando de  Policiamento de Área Metropolitana 1 (CPAM 1), coronel Pedro Ribeiro; o subcomandante geral, o Cel. Jorge Luongo; O subcomandante geral do Corpo de Bombeiros, o Cel Isaque; o Superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI), Dicival Gonçalves e o Comandante da região de Balsas, o Cel. Edeilson e demais autoridades da segurança pública.

Por: Mauro Wagner – ASCOM/SSP