DELEGACIA DA MULHER 30 ANOS DE HISTÓRIAS

Há 30 anos surgiu aqui no Maranhão a Delegacia da Mulher, onde deram-se início as políticas públicas de combate à violência contra a mulher. No último dia 10 de novembro de 2017, em comemoração aos seus 30 anos, a DEM, foi até a Feirinha da Praça Benedito Leite levar um pouco da importância que é prevenir e denunciar o crime contra a mulher.

Além das equipes da Delegacia da Mulher (DEM) e da Coordenadoria das Delegacias de Atendimento e Enfrentamento à Violência contra a Mulher (CODEVIM), realizarem várias atividades, dentre elas a panfletagem com materiais informativos sobre os direitos da mulher, onde abordaram um pouco sobre a lei Maria da Penha, Lei 11340 de 7 de agosto de 2006, a importância de denunciar além de conter o endereço e os telefones de todas as delegacias da mulher do estado, na ocasião foram colocadas também falas sobre o enfrentamento contra a violência da mulher, a importância a cerca de denunciar os crimes, onde as vítimas devem procurar a delegacia especializada e tiradas dúvidas a respeito do assunto em geral.
Também tiveram momentos contemplando a figura da mulher, cantatas, falas de autoridades contemplando o aniversário da DEM e sobre a violência contra a mulher.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dando continuidade a data de aniversário da Delegacia, será ofertado no próximo dia 12 de novembro a partir das 08h30, um Seminário 30 anos DEM, cujo tema será: “DELEGACIA ESPECIAL DA MULHER: HÁ ANOS, UM DIREITO SEU!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A partir das 9h30, terá a Palestra Magna: Por uma Teoria Feminista do Delito: Ponderações e Propostas; Palestrante Ana Lucia Sabedell; às 10h50 Palestra sobre a Violência sexual em ambiente virtual, Eleonora Rangel Nacif; logo em seguida às 14h00, terá a palestra sobre Balizas para um procedimento policial investigatório na perspectiva de gênero, ministrada por Eugenia Nogueira do Rêgo Monteiro Villa; seguido do palestrante Allysson de Andrade Perez com a palestra sobre: Violência de Gênero como estratégia de Poder.

Hoje no Estado, se tem o plantão 24 horas nas Delegacias da Mulher na capital, que começou dia 14 de novembro de 2017.

Segundo a coordenadora das Delegacias da Mulher, Kazumi Tanaka, a medida facilita a denúncia contra os agressores durante os horários mais comuns de violência. O ato visa ser um avanço contra o aumento de casos de feminicídios registrados em todo o Maranhão.

Carla Andrade – ASCOM/SSP