Cúpula da SPTC participa de Congresso Nacional de Criminalística em Florianópolis/SC

Iniciado nesta última segunda-feira (02) de outubro, o Congresso Nacional de Criminalística (CNC), na cidade de Florianópolis – SC, o qual contou com a presença ilustre dos peritos criminais oficiais e as entidades de classe, e Dirigentes Gerais dos vinte e seis estados, do DF e da Polícia Federal. O congresso contou ainda com a participação de palestrantes nacionais e internacionais. O evento coincidiu também com a reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal. Congresso Nacional de Criminalística finaliza nesta sexta-feira (06), de outubro.

Partícipe do evento, o Superintendente de Polícia Técnico Científica da Polícia Civil do Maranhão, Dr. Miguel Alves, participou da abertura do Congresso Nacional de Criminalística em Florianópolis/SC, juntamente com a Drª Érica Brito, Presidente da APOTEC/MA e outros Peritos Criminais do Maranhão. A abertura do Congresso Nacional de Criminalística acontece concomitantemente com o Conselho Nacional de Perícia Criminal nos dias 02 a 06 de outubro, do corrente ano.

O Congresso Nacional de Criminalística (CNC) é o evento mais tradicional da Perícia Criminal e Ciências Forenses da América Latina.  Os participantes fazem-se presentes no Congresso Nacional de Criminalística e da reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal, localizado no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, na cidade de Florianópolis – SC, os quais reúnem Dirigentes Gerais dos vinte e seis estados, do DF e da Polícia Federal. O Congresso Nacional de Criminalística conta com a presença ilustre dos peritos criminais oficiais e as entidades de classe. Para os dirigentes gerais ocorre a reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal. Um dos focos do evento da reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal é a reunião de dirigentes, onde haverá a discursão administrativa dos órgãos periciais, no sentido de elevar cada vez mais a qualidade da perícia criminal. Participaram ainda da solenidade, o Presidente da Associação Brasileira de Criminalística, Dr. Bruno Teles, Perito Criminal; o Diretor Geral em exercício do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina, Dr Rodrigo Tasso, Perito Criminal, o Governador em exercício de Santa Catarina, Dr Eduardo Pinho Moreira, além de Peritos Oficiais de Natureza Criminal de todo o Brasil e de diversos países da América e da Europa.

VII Congresso Nacional de Criminalística

Tanto o Congresso Nacional de Criminalística, como a reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal ocorrem no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, na cidade de Florianópolis – SC. O espaço é dotado de ampla área de exposição e diversas salas para conferência e intercâmbio de conteúdo técnico-científico entre os participantes. Neste ambiente propício ocorrerão conferências, mesas redondas e atividades científicas do evento, abrangendo sete áreas temáticas e oferecendo oportunidades de atualização, divulgação, networking, experiências, informação e aprendizado.

O Congresso Nacional de Criminalística apresentará palestrantes nacionais e internacionais. Dentre a grade a ser ministrada pelos palestrantes, durante o Congresso Nacional de Criminalística estão: Química e Toxicologia Forenses; Diagnóstico Diferencial em Locais de Crimes Contra a Pessoa – Ênfase para Mortes por Arma de Fogo, Armas Brancas; Balística Forense; Uso de Análises Isotópicas na Perícia Ambiental; Gestão e Inovação Forense.

Presente no evento, o Superintendente da SPTC, Miguel Alves relatou durante o evento do Congresso Nacional de Criminalística, em Florianópolis, “A participação na reunião de Dirigentes Gerais é de extrema importância, pois aí, além da integração entre os estados, há uma troca das melhores práticas administrativas adotadas em determinada unidade. A qual pode ser de modelo ou ser implementada integralmente em outras unidades. Através do Conselho, também são elaboradas sugestões para encaminhamento à SENASP, visando o aprimoramento das ações voltadas para a Perícia Oficial de Natureza Criminal, a nível nacional. Dessa vez, ainda foram promovidas alterações no Estatuto que rege o Conselho Nacional de Perícia Criminal – CNPC. Concomitantemente houve a Feira de equipamentos aplicados à Perícia Forense, onde se teve contato com as novas tecnologias que podem ser utilizadas na realização de exames periciais. Cumpre destacar que o estado do Maranhão vem investindo continuamente na aquisição de equipamentos para dotar os Institutos, de instrumentos que viabilizem os eficientes trabalhos dos Peritos Oficiais, nos dando a certeza que estamos no mesmo patamar dos demais estados. O Congresso Nacional de Criminalística, durante o qual são realizados diversos eventos como Cursos e apresentação de trabalhos científicos, permitem aos Peritos Oficiais, que deles participam, a qualificação necessária para a aplicação das Ciências Forenses no desempenho das suas atividades periciais”, considerou o superintendente da SPTC.

 

 

Mauro Wagner  – ASCOM/SSP