Comandante geral da PMMA revela que a criação do Batalhão Tiradentes reduziu em 60 % o número de assaltos a ônibus

O coronel Frederico Pereira aproveitou a entrevista para parabenizar a Academia Militar Gonçalves Dias que hoje completa aniversário

O comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, Coronel Frederico Pereira, discorrendo sobre a criação do Batalhão Tiradentes, definiu como objetivo da força fortalecer ações de prevenção ao crime no Estado. Disse que a presença da polícia nas ruas coíbe a ação de bandidos, fazendo com que a população se sinta mais segura. Conforme ele, o Batalhão Tiradentes tem a finalidade de trabalhar ostensivamente e preventivamente, além de atuar em apoio as demais unidades operacionais com abordagens,  combate a roubos nos transportes coletivos e saturando os bairros onde existem altos índices de criminalidade.

“Ações enérgicas do Batalhão retiram de circulação indivíduos nocivos a sociedade, através de patrulhamento nas principais vias da cidade e cobertura de eventos. Enfim, é um batalhão criado para realizar múltiplas funções, capaz de atuar em qualquer área dando apoio a outras unidades, fortalecendo a segurança na região metropolitana de São Luís” orgulhou-se o coronel.

O Batalhão Tiradentes executa patrulhamento prioritário nas paradas de ônibus. A atuação dos policiais nos coletivos é diária, entre 14h e 3h da manhã. Com a criação do Batalhão Tiradentes, foi montada a estratégia de abordagem a pessoas em coletivos e nas paradas de ônibus. Os policiais saem nos ônibus e seguem embarcando e desembarcando, em abordagens constantes. “Com a criação do Batalhão Tiradentes, conseguimos reduzir em 60% o número de assaltos, principalmente nos transportes coletivos”, disse o comandante

Batalhão Tiradentes efetivo e viaturas

Ao todo, o Batalhão Tiradentes é composto por 150 homens e conta com uma frota de 42 motocicletas e 16 viaturas. O comandante disse que a criação do Batalhão surgiu a partir da avaliação do Comando Geral da PMMA dos bons resultados das guarnições Albatroz, que utilizam motocicletas para o deslocamento, e dos Grupos Táticos Móveis (GTM). Segundo ele, o patrulhamento volante e não atrelado às demandas dos chamados de emergência pelo 190, demonstraram grande efetividade e produção, o que gerou a proposta de potencializar tal mecanismo. “Esse grupamento é tático e de alta prevenção, porque se caracteriza por estar diretamente ligado a abordagens. E atua também como reforço no patrulhamento urbano”, concluiu.

Aniversário da Academia Militar Gonçalves Dias

O Coronel Pereira finalizou a entrevista falando do aniversário da Academia Militar Gonçalves Dias, que hoje completa 23 anos de fundação. Parabenizou todo corpo docente e discente da academia que forma condutores de tropa, homens que serão os futuros oficias comandantes de batalhões policiais que estarão nas ruas em combate à criminalidade, mantendo a ordem e garantindo a segurança do cidadão maranhense.

Disse que a Academia de Polícia Militar Gonçalves Dias é de importância vital para a PM do Maranhão, pois através da implantação da doutrina militar, os futuros oficias são formados dentro do contexto pedagógico, tático e estratégico. “São, portanto, profissionais formados por oficiais de alto nível, que integram a corporação da Polícia Militar do Maranhão”.

Por/Stenio Johnny ASCOM SSP-MA