8° BPM Traz Perspectivas Positivas para PM

O 8° Batalhão da Polícia Militar que tem a sua frente o comandante Ayrton Fontinelle Torres vem estreitando índices significativos nas áreas atuantes e seu fluxo delibera pontos positivos, de modo, que atinge suas metas operacionais e o resultado se faz notório na região metropolitana.

O trabalho é segmentado através de várias operações, como é a modalidade chamada de “Malha Metropolitana”, 9 viaturas atuantes nas rotatórias do São Francisco, Parque Shalom, Cohama, Forquilha, Olho D’água, dentre outras e mais 2 que ficam próximas ao São Luís Shopping e Jaracaty Shopping, além de, 3 viaturas fixas influentes no Renascença, Cohatrac e Via Expressa. Esse tipo de policiamento promove a sociedade uma aproximação maior e significativa com a polícia, desencadeando um elo forte entre ambos, vale lembrar que esta mesma equipe se desloca diariamente em atendimentos as demais ocorrências, pois adentem de um tempo específico para ficar nas rotatórias.

Principais Operações

Permanecem em dinâmica as operações “Lua Cheia” que está ativa pela noite, combatendo os crimes corriqueiros e todo tipo de ocorrência.

 “Alvorada” participantes logo pela manhã nas paradas de ônibus e onde há grande concentração de pessoas, a exemplo nas escolas e trabalha na prevenção de arrombamentos das áreas comerciais.

 E juntamente com o comando geral o 8° BPM participa do “Cerco Total”, que é uma operação característica onde as unidades disponibilizam meios na área de profissionais militares e viaturas para realização de uma mega ação em determinados pontos estratégicos da cidade.

As “Barreiras Policiais” são realizadas tanto pela manhã como pela tarde, afim de, inibir a prática criminosa como o porte ilegal de armas, assaltos à coletivos, furtos de veículos e motocicletas, para serem usados em delitos perversos.

“Grupamento Albatroz” é habilitado na 1° companhia do 8° BPM, localizado no Cohatrac que se divide em duas equipes de motocicletas, que estão diariamente nas imediações do referido bairro e adjacências, podendo se estender quando necessário a outros bairros, buscando nas abordagens previamente combater crimes.

“Grupamento Falcão” e um dos grandes feitos dessa equipe foi a prisão de um indivíduo mais conhecido como galo, elemento de altíssima periculosidade, que provoca sensação de terror nas proximidades de uma reserva ambiental localizado no Altos do Calhau, que agia na prática de assaltos cotidianos e adentrava o matagal com suas vítimas femininas para outras modalidades de crime.

E o Grupo Tático Móvel (GTM) dominantes em habilidades supras e eficiente, na diminuição de vários crimes.

De base dessas operações houve uma baixa nos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) predominantes de homicídios, tentativas de homicídios e latrocínios. Todo esse planejamento é formulado pelo CEPAM I, através do coronel Pedro Ribeiro que é distribuída às suas unidades compostas do 8° BPM, CPTUR, 9° BPM, CPGD, para diligenciar e executar ordens expressas e adquirir sempre o melhor resultado, a estes atribuídos.

O comandante do 8° BPM, Ayrton Fontinelle ressalta, “Que o trabalho da Polícia Militar é ardo, persistente e incansável em relação a segurança pública mais não se faz somente com a PM e sim com toda comunidade, sendo parte desse processo, que pode colaborar conosco, nos ajudando a remediar o crime”, disse.

Carolina Gomes – Ascom SSP