SSP-MA ADOTA CAMPANHA “JANEIRO BRANCO” PARA ALERTAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE MENTAL

POR: ANSELMO OLIVEIRA – ASCOM/SSP

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão através do Departamento de Assistência e Apoio Biopsicossocial, promoveu na tarde desta quarta-feira (16), no auditório principal da instituição, a abertura oficial da campanha “JANEIRO BRANCO”, mês dedicado à conscientização e prevenção da saúde mental, que visa incentivar os servidores a debater e planejar ações em prol de sua saúde mental, refletindo sobre o que precisa mudar nas rotinas de vida.

No evento foi montada uma mesa redonda por profissionais da saúde mental para debater sobre a pauta principal da campanha, além de contar com apresentações teatrais da Liga de Humanização e Cuidados Paliativos da Universidade Federal do Maranhão (LAHCP/UFMA) e da Associação Atlética de Psicologia da UFMA –Psicodélica. Além disso, a ação contou com a participação de fisioterapeutas, assistentes sociais e psiquiatras.

A ideia da campanha é aproveitar estrategicamente o início do ano e o simbolismo que carrega para chamar a atenção para questões de ordem psicóloga e existencial, incentivando as pessoas a tomarem o início do ano como ponto de partida para pensarem sobre suas condições psicológicas.

Os trabalhos foram ministrados pelo Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela; da Psicóloga, Alice Calixto; da Perita Criminal, Gislen Pinheiro; da Assistente Social, Mirela Feitosa; da Fisioterapeuta, Larissa Barros e do Psiquiatra, Reginaldo Silva.

Durante o seu discurso, Jefferson Portela frisou a importância dos cuidados com a saúde mental e ressalto sobre manutenção de todos os campos da vida física e espiritual. “ Todo sinal de problema, precisa de tal atenção”, destacou o gestor da pasta da segurança do Estado.
Ficou firmado que durante todas as quartas-feiras do mês de janeiro serão desenvolvidas atividades físicas e psicológicas de prevenção juntos aos servidores da SSP.

Saúde Mental

O conceito de saúde mental engloba tato ausência de transtornos mentais, como por exemplo, depressão, ansiedade generalizada, esquizofrenia e bipolaridade, bem como o indivíduo reage ás circunstâncias que surgem ao longo da vida no ambiente profissional e familiar.