Sargento da PM conclui curso de Busca e Localização de Artefatos Explosivos

Com o aumento de ocorrências violentas de criminosos com uso de explosivos contra caixas eletrônicos, agências, correspondentes bancários e dos correios em todo o país, a Secretaria de Segurança Pública por meio da Polícia Militar do Maranhão tem investido no combate a essa modalidade de crime. Essa semana o sargento PM Leonel, da Companhia de Operações Especiais – COE, da PMMA,  concluiu o curso de especialista em Busca e Localização de Artefatos Explosivos – Blaex, curso referência no país na formação de policiais nessa área.  A solenidade de formatura do III Blaex aconteceu dia 11 de abril, na cidade de Manaus, local onde aconteceu o curso.


O III Blaex teve a duração de quarenta dias em regime de internato e foi promovido pelo Grupamento de Manuseio de Artefatos Explosivos (MARTE). A turma teve 29 inscritos, 12 se apresentaram, mas apenas cinco concluíram o curso.

O sargento Leonel Rodrigues de Freitas que também integra a Força Nacional, foi recebido na manhã de terça-feira (19) no gabinete do diretor de ensino da corporação, coronel PM Laercio Ozório Bueno, que parabenizou o militar e ressaltou o orgulho da corporação em contar com mais um policial militar com conhecimento na área de manuseio de artefatos explosivos. “A diretoria de ensino e a PMMA agradecem ao sargento Leonel que representou a instituição nesse curso que é referência em nosso país. Agora o sistema de segurança do nosso Estado conta com mais um especialista preparado para agir em situações em que exigem conhecimento específico”, frisou o coronel.


Segundo o sargento Leonel o curso teve como instrutores policiais militares com curso de explosivos na Argentina o que proporcionou um alto conhecimento técnico específico referentes ao atendimento de ocorrências com explosivos. Para ele a formação exigiu bastante do condicionamento físico e psicológico do militar. Houve uma semana de sobrevivência na selva, marcha e corrida de 15 km e treinamento de busca e resgate em estruturas colapsadas (Brec). Os alunos também estudaram as formas, características e funcionamento de explosivos, desativação de minas terrestre, identificação dos explosivos e equipamentos de segurança específicos para a atividade.


“O curso nos ofereceu o que existe de melhor em conhecimentos e prática sobre manuseio de artefatos explosivos. Aprendemos desde os procedimentos iniciais quando da localização de um artefato com a utilização de raios X e equipamentos robóticos, até o funcionamento de vários artefatos e bombas”, destacou o sargento.

Comunicação Social PMMA