Polícia Civil prende traficantes na região metropolitana de São Luís, sendo que um deles, é considerado um dos maiores assaltantes de banco do País

Ações de enfrentamento pela Polícia Civil contra a criminalidade na região metropolitana de São Luís culminou na prisão de um dos maiores traficantes no bairro do Cruzeiro do Anil. Após monitoramento realizado pelos policiais da SENARC, fora preso na manhã desta segunda-feira (25), Alberto Carlos Serra Junior. Outro identificado e autuado em pelo crime de tráfico de drogas, Paulo Roberto de Oliveira. Ele foi preso na última sexta-feira (22), quando transportava, aproximadamente, 03 toneladas de entorpecentes. Na oportunidade ele apresentou um documento falso.

A Polícia Civil, por intermédio da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC), apresentou nesta Segunda-feira (25), às 16:30h, no Auditório da SENARC, os dois acusados, presos pelo crime de tráfico de entorpecentes. A dupla foi presa após a operação policial na região metropolitana de São Luís. Alberto Carlos Serra Junior, conhecido por “Junim ou Gordo” foi preso por volta das 11h. Ele é suspeito de ser integrante de uma facção criminosa. A sua prisão aconteceu em decorrência de um cumprimento de mandado de prisão preventiva. Alberto Carlos Serra Junior é considerado um dos maiores traficantes do bairro do Cruzeiro do Anil.

Um dos maiores assaltantes de banco do país

Paulo Roberto

Durante a apresentação na Senarc, fora apresentado ainda, o Paulo Roberto de Oliveira, o qual foi preso na última sexta-feira (22), quando transportava, aproximadamente, 03 toneladas de entorpecentes. Na oportunidade, ele apresentou um documento falso, dificultando a sua identificação. Após os serviços de identificação e consultas ao sistema, constatou-se, que o referido suspeito é foragido do Sistema Penitenciário do Piauí, sendo considerado um dos maiores assaltantes de banco do País.

Após apresentado no auditório da Senarc, os acusados Alberto Carlos Serra Junior e o Alberto Carlos Serra Junior, conhecido por “Junim ou Gordo”, foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão custodiados e à disposição da Justiça.

Por Mauro Wagner – Ascom SSP