Operação integrada entre as Polícias do Maranhão e Piauí desarticularam parte de uma quadrilha especializada em roubo a banco e tráfico de drogas

Na última terça-feira (27), foi desencadeada uma operação conjunta do Sistema de Segurança Pública do Estado do Maranhão e Piauí, na qual culminou na prisão de dois suspeitos por roubo a banco e tráfico de drogas, sendo eles; Diego Alves de Morais e Ulliana Costa de Melo, no Piauí-CE.

De acordo com o Superintendente da SEIC, Tiago Bardal, a operação conjunta deu-se no intuito de abordar uma organização criminosa que trafegava em possíveis veículos roubados que transportavam materiais explosivos, munições e demais apetrechos a serem utilizados em ação delituosa contra instituição financeira no sul do estado do Piauí.

Tiago Bardal informou que após chegar ao conhecimento da polícia no dia seguinte (28), a informação de que a quadrilha estaria se deslocando pela BR 316, logo foi montada uma barreira. Foram identificados os veículos uma Toyota Étios, de placa PIP 7323, de cor chumbo; um Saveiro Volkswagen, cor chumbo, de placa PII 4689 e uma Toyota Hilux, cabine simples, de cor branca, placa LVN 4230, este último automóvel foi tomado de assalto na tarde desse mesmo dia, no bairro Dirceu.

No interior de um dos veículos foi encontrado determinada quantidade de munição, explosivos, coletes balísticos, alavancas, dentre outros apetrechos utilizados em ações contra instituições financeiras.  No momento da abordagem, os criminosos conseguiram empreender fuga pela mata fechada que margeia a estrada. O material apreendido foi encaminhado para as medidas de praxe, à sede do GRECO do Piauí.

Em continuação à operação, logo na última quinta-feira (29), outra denúncia foi recebida, identificando a rua e o bairro onde as duas pessoas que haviam fugido no primeiro cerco da polícia estavam escondidas.

Com base em trabalho investigativo, foi possível descobrir o local exato em que ambos estavam abrigados, oportunidade em que, após a polícia chegar ao local e dar voz de prisão, ambos empreenderam fuga novamente pelos fundos da residência, tendo sido possível a captura de Diego Alves de Morais, “vulgo cabeludo”. O homem se apresentou com o nome Cleiton de Sousa Alves que logo foi consultado e constatado que se tratava de nome falso, possuindo mandado de prisão preventiva em aberto por participação no roubo ao banco do Brasil da cidade de Coelho Neto-Ma, no ano de 2016.

Na residência ainda foi encontrado, em um dos cômodos, 22 tabletes de maconha, de aproximadamente 01kg cada; um revólver 38 municiado e uma balança de precisão para pesagem. Estava ainda na localidade Ulliana Costa de Melo, companheira de Diego Alves, além de um RG de um homem identificado por Fernando Machado de Vasconcelos, “vulgo Geleia”, próximo do entorpecente encontrado.

Geleia é um assaltante de banco de altíssima periculosidade e foragido do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, da última fuga ocorrida no dia 21 de maio de 2017, ocasião em que houve a utilização de explosivos para derrubar o muro no qual fugiram aproximadamente 24 assaltantes de bancos.

O casal Diego Alves e Ulliana Costa confirmaram em depoimento que Geleia é realmente um foragido de justiça e que havia chegado recentemente do estado do Maranhão à cidade.Os presos foram encaminhados para sede do GRECO para a lavratura das medidas cabíveis.

Participaram da operação o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO/PI), Bope -PI, (Batalhão de Operações especiais) e Diretoria de Inteligência da SSP-PI.

 

 

Rose Silva – ASCOM/SSP