Defesa Civil registra baixa no nível do Rio Mearim

Conforme registro de monitoramento da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDECMA) do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), o Rio Mearim, que banha as cidades mais afetadas pelas chuvas no Maranhão, baixou nível de 7.49 m para 7.13 m na última medição realizada ontem (16). Uma nova aferição será realizada nesta terça-feira (17).
De acordo com o Capitão Lisboa, do CBMMA, se o rio continuar a baixar melhora a situação das famílias que moram em áreas de risco e foram retiradas de suas casas. “Fazemos o monitoramento diário do Rio Mearim, que já aponta redução de nível, isso é bom. Mas essa baixa pode ser temporária, devido a previsão de chuvas para abril, e por isso continuamos em estado de alerta”, declarou.
Segundo informações do CBMMA, dentro do Plano de Contingência, em caráter especial, um posto de comando da Defesa Civil foi instalado em Trizidela do Vale, que conta com a 2ª Companhia do 6º Batalhão de Bombeiros Militares, atuando diretamente no município desde 2016. As demais cidades afetadas contam com equipes do CBMMA, que acompanham de perto ocorrências relacionados a alagamentos, inundações e enxurradas, além da situação das famílias desabrigadas.

Situação de emergência
As cidades de São Luís Gonzaga e Formosa da Serra Negra também decretaram emergência ontem (16). Em São Luís Gonzaga, há registro de inundação e total de 34 famílias afetadas. Ao todo, são onze cidades agora em situação de emergência no Estado do Maranhão, incluindo as que já haviam decretado Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, São João do Sóter, Tuntum e Caxias.  Ainda segundo o CMMA, são 2.156 famílias afetadas nos municípios afetados pelas chuvas.
Os atuais municípios afetados e que ainda não declararam situação de emergência são Bacabal, Imperatriz, Codó, Timbiras e Cantanhede. Os municípios de Rosário, Nina Rodrigues, Paulino Neves e Araioses continuam em estado de alerta e a Defesa Civil acompanha a situação.