Crianças do município de Tutoia são contempladas com o Programa Bombeiros Mirim

Em 21 anos de existência, o programa Bombeiro Mirim, desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) já alcançou mais de 70 mil crianças e adolescentes. Atualmente, o trabalho é realizado em 27 polos por todo o Maranhão. O programa oferece atividades que estimulam a boa conduta social respeito e disciplina, sempre correlacionadas com as instruções práticas que envolvem técnicas de salvamento, primeiros-socorros, ordem unida, defesa civil, proteção ambiental, prevenção e combate a incêndios e orientações contra a acidentes domésticos.

Voltado para comunidades socialmente vulneráveis, a implantação do programa Bombeiro Mirim tem sido um sucesso em diversas cidades do Estado, especialmente por representar uma eficiente ferramenta contra as drogas e a criminalidade.

Na cidade de Tutoia, distante a 322 quilômetros da capital maranhense, mais um polo do programa é desenvolvido pelos bombeiros. Sob coordenação do coronel QOCBM França, cerca de 100 crianças são atendidas com uma programação composta por atividades que buscam complementar a orientação educacional e preparar o jovem para o futuro. O programa também tem como objetivo transformar as crianças em agentes multiplicadores das orientações contra acidentes, ampliando a segurança do Tutoienses.

De acordo com o coronel França, o programa funciona desde setembro deste ano com instruções que acontecem a cada 15 dias. “As crianças de Tutoia conheceram o programa Bombeiro Mirim há três meses. Estabelecemos uma parceria com a colônia de pescadores da região e oferecemos as instruções com militares especializados, buscando atender as crianças carentes com conhecimentos que agregam valor social e fortalecem a formação do futuro bcidadão. No encontro desse fim de semana, trabalhamos noções de musicalidade com o subtenente Licá e algumas técnicas de atendimento Pré-Hospitalar com o sargento Clayton. Outras instruções práticas estão sendo planejadas, ao final saímos satisfeitos com a boa receptividade das crianças e da população da cidade”.