6° BPM apresenta resultados positivos da “Operação Normandia II”

 “A sociedade é nosso patrimônio maior, historicamente na área houve uma dinâmica maior com a polícia” (Major Marcelo)

Ações e planejamentos estratégicos continuam sendo desempenhadas pelo atual comandante do 6° BPM, Major Marcelo de Carvalho, no objetivo de diminuir as taxas de crimes provocados pelo tráfico de drogas na região.

Durante todo o mês de julho, o Comandante do CPAM II, Cel. Aritanã e o Comandante do 6° BPM, Major Marcelo trabalharam em formação continua de modo a descaracterizar todas as faces da criminalidade na região da Cidade Olímpica e bairros adjacentes, dando sequência a Operação “Normandia II” que envolveu estratégias minuciosamente arquitetadas e montadas para colocar em prática todo o treinamento de campo da Polícia Militar. A ação contou com a participação de policiais da Ronda Ostensiva Tático Móvel – ROTAM; Batalhão de Choque; Centro Tático Aéreo – CTA; Batalhão Tiradentes, além da Companhia de Polícia Militar Rodoviária Independente – CPRV ind.

O resultado alcança até o momento 2.807 pessoas abordadas dentro de ônibus da extensão; 1,5kg de drogas tiradas de circulação; 65 notificações realizadas a motoristas em veículos automotores que estavam sem habilitação por exemplo e, ainda, 32 veículos apreendidos.

Em sequência, no dia 29 de julho, enquanto acontecia a ação foram presos Lucas Santos Pereira e Railson Anderson Silva Valentim, 19 anos, sob suspeita de latrocínio.

Vale ressaltar que o índice na taxa de homicídios caiu consideravelmente, pois em julho do ano de 2016 havia o registro de 08 mortes na região enquanto que no mesmo mês do ano de 2017 houve apenas o apontamento de 03, dados considerados positivos.

Para o Major Marcelo, a positividade nessas intervenções é resultado de muito trabalho e dedicação da tropa. “O conhecimento da área é imprescindível e decidimos em comum acordo essas ações, com respeito mútuo. Ainda trabalhamos regularmente com o Cel. Aritanã, que está diuturnamente conosco. Estamos nas ruas taticamente, de forma preordenada e preparada fazendo com que esses índices decaiam”, enfatizou.

Para o subcomandante do 6° BPM, Capitão Albuquerque, é imprescindível a valorização do trabalho integrado, o que possibilita a exultação de todo um planejamento ostensivo para combate à criminalidade.

A operação continua em andamento até o dia 12 de agosto com abordagens e repressão a criminalidade.

Carolina Gomes – ASCOM/SSP