12 tabletes de entorpecentes são apreendidos pela Polícia Civil na entrada da capital

Foto: Nilson Figueiredo( Chibunga)

Por Mauro Wagner / Ascom – SSP

A Polícia Civil do Maranhão apresentou na manhã desta terça-feira (26), 12 tabletes de entorpecentes, avaliada em cerca de 15 mil reais, Os entorpecentes foram apreendidos com a acusada Nelita Sodré Azevedo, 19 anos de idade. A droga foi encontrada nas imediações do KM 0, no interior de uma mochila de cor preta, após a acusada descer de uma van, na entrada da capital.

O Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC) informou durante a apresentação, localizada no Bairro de Fátima, que a acusada fora denunciada por conta do aplicativo WhatsApp da SENARC (99163-4899), onde após monitoramento, Nelita Azevedo foi presa em flagrante delito, pelo crime de tráfico de entorpecentes. Mais uma vez percebemos que a sociedade tem participado com denúncias no sentido de ajudar a polícia Civil no combate ao tráfico de entorpecentes. Quero ainda ressaltar a participação do nosso cão farejador na localização de drogas, em local difícil de percepção humana.

Presente também na apresentação na SENARC, o chefe do departamento da SENARC, na capital, o delegado Valdenor Viegas ressaltou durante a apresentação, que “A operação de ontem, é mais um trabalho de dedicação da Senarc, no combate ao tráfico de drogas. A acusada foi denunciada pelo aplicativo do WhatsApp, onde informava que a droga adveio do município de Coroatá, até a cidade de São Luís. A partir destas informações, movimentamos nossas equipes a fim de identificar o veículo, o horário, toda a circunstância atrelada à Nelita Azevedo. Permanecemos à sua espera até a sua prisão ao desembarar, aqui no KM 0, com os entorpecentes na mochila.

Entorpecentes avaliadas em 15 mil reais

Partícipe também na operação, o delegado Thiago Salgado ponderou que “A acusada revelou que é a segunda vez que ela se envolve com o transporte de entorpecentes. Ela já teria antes do período carnavalesco, se dirigido até o Estado do Pará, com o objetivo de buscar uma droga industrializada, onde receberia a importância de mil reais. Nesta terça-feira (25), ela fora flagrada novamente transportando entorpecentes. Nesta ação, a denúncia contra ela informou que estaria transportando a droga para São Luís. A acusada foi buscar a droga no município de Coroatá e foi abordada pelos policiais civis no KM 0, na entrada de São Luís e encaminhada para a sede da Senarc” finalizou.

Após ser ouvida pelos delegados da Senarc ela foi autuada em flagrante delito, pela prática de crime de tráfico ilícito de drogas. Em seguida, Nelita Azevedo foi encaminhada ao Presidio Feminino, onde ficará à disposição da justiça.