PMMA promove Semana da Equoterapia

A Polícia Militar do Maranhão promoveu no início da manhã de sexta-feira (8), a abertura da Semana da Equoterapia – atendimentos para reabilitação das pessoas com necessidades especiais, que marca o inicio dos trabalhos no primeiro semestre de 2019, momento em que são apresentados os novos pacientes que serão atendidos pelo projeto.

O evento aconteceu no auditório do Quartel do Comando Geral da PMMA, no Calhau, em São Luís. Prestigiaram a abertura, o comandante geral da Corporação, coronel Jorge Luongo, o tenente-coronel Willian Pereira, diretor do Centro de Equoterapia, o presidente do Conselho Deliberativo do Ceape, Jezanias Monteiro, a gerente de Relacionamento da VALE, Vanessa Tavares, o presidente da AME, subtenente Ricardo Sá, representante da ACMLAM e membro do Rotary, Pedro Ivo, representante do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, profissionais de saúde, parceiros, pais, crianças atendidas pelo projeto, além de oficiais e praças da equoterapia.

Durante o evento houve apresentação de pesquisas e palestras com profissionais e especialistas sobre assuntos voltados as melhorias dos pacientes praticantes do método da equoterapia.

“Estou muito confiante no tratamento e nos métodos dos profissionais da Equoterapia”, disse Edilene Soares, mãe do Felipe Gabriel, de 2 anos, diagnosticado com microcefalia, que terá acompanhamento da equipe a partir deste semestre.

“É um projeto especial que potencializa a inclusão social e educacional de crianças com necessidades especiais”, disse o tenente-coronel Willian. O oficial durante sua fala agradeceu a todos os parceiros e profissionais militares e voluntários que se dedicam a melhorar a qualidade de vida dos praticantes da Equoterapia. Agradeceu também a Comando da PM pelo apoio e confiança no trabalho desempenhado pelo Centro.

O comandante geral da PM, coronel Luongo, parabenizou toda equipe do Centro de Equoterapia pelo profissionalismo e dedicação, além agradecer aos parceiros e voluntários que apoiam o projeto. O oficial agradeceu também aos pais pela confiança na Instituição.

“A equoterapia é dos projetos sociais desenvolvidos pela Corporação com objetivo de melhorar o desempenho mental, social e físico dos praticantes que possui necessidades especiais”, finalizou o oficial.

MAIS
A equoterapia é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência e/ou com necessidades educacionais especiais (definição da Associação Nacional de Equoterapia – ANDE-BRASIL).

A interação com o cavalo, desde os primeiros contatos até o ato de montar e o manuseio final, desenvolve a socialização, autoconfiança e auto-estima, promovendo ganhos físicos, psicológicos e educacionais.

Atualmente, o Centro de Equoterapia realiza dezenas de atendimentos por mês, principalmente em crianças a partir dos quatro anos, com síndrome de down, microcefalia e autismo. A equipe multiprofissional é composta por terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, neurologistas, assistentes sociais, nutricionistas e psicólogos. O projeto conta ainda com o apoio de uma equipe de voluntários, que dão suporte às ações.