Polícia Civil do Maranhão prende acusado de matar vigilante no Socorrinho II

A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Superintendência Estadual de Investigações de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHHP), órgão subordinado a Delegacia Geral de Policia Civil, após rondas realizadas pela ROTAM, deu cumprimento a mandado de prisão contra Nataniel Martins Reis, acusado de ter cometido um homicídio no bairro São Francisco, em São Luís.

Segundo as primeiras informações repassadas pelo Superintendente Estadual da SHPP, delegado Augusto Barros, NATANIEL, vulgo “natico”, já vinha sendo investigado pela polícia, em virtude de sua extensa ficha criminal. “Natico” tem participação direta com o homicídio que ocorreu no dia 10 de novembro do ano passado e resultou na morte do vigilante Roberto Cesar Leandro Bulhões, em uma Unidade de Saúde no bairro São Francisco.

De acordo com a Polícia, o crime ocorreu no Hospital Socorrinho II, quando “Natico”, principal acusado, efetuou vários disparos proa3771df2b663113c8a4183103eb11710 (1)vocando a morte do vigilante. A ação teve participação de outros dois envolvidos que ainda estão sendo investigados.

Prisão do acusado

Nataniel foi preso na tarde de ontem (25), sendo que com o segundo suspeito foi apreendido um revólver artesanal, de calibre 38 e uma moto que possivelmente era usada para práticas criminosas naquela região. As investigações foram conduzidas pela delegada Nilmar que conseguiu, de forma rápida e eficaz, identificar os autores do crime e pediu a prisão dos envolvidos.

O delegado Augusto Barros, da SHPP informou, ainda, que os três estão sendo investigados, na medida em que a polícia acredita que eles desenvolvam atividades criminosas em associação. “Nós ainda aguardamos a decretação de uma nova prisão do Nataniel pelo crime do vigilante, uma vez que essa prisão já foi solicitada a justiça, mas felizmente tínhamos oito mandados de prisão em desfavor do acusado, que ora estão sendo cumpridos”, finalizou.

Nataniel, foi conduzido até a Delegacia de Homicídios para prestar esclarecimentos e, em seguida, encaminhado para o Centro de Triagem de Pedrinhas. O segundo suspeito prestou esclarecimentos e foi atuado pelo crime de porte ilegal de arma. Ele aguardará as decisões judiciais cabíveis. O menor prestou depoimento e foi liberado.

Isadora Fonseca / Ascom SSP