Novo comandante geral da PMMA fala sobre o início de sua gestão

Desde a última segunda-feira (18), o Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão passou a ser regido pelo Coronel José Frederico Gomes Pereira, antes no Comando de Policiamento Especializado (CPE) e com um vasto currículo na polícia que inclui formação e atuação em operações especiais no BOPE, “Guerra na Selva”, no Exército, “Segurança de Autoridades”, realizado na Espanha, além de participar da Força Nacional no Pan Americano.

Com o início dos trabalhos o coronel falou, em entrevista sobre as perspectivas para esse ano, o que pretende implementar na Polícia Militar do Maranhão e como irá garantir a segurança pública no estado.

O TRABALHO

Ao falar sobre os desafios dessa nova etapa e perspectivas depois de assumir o comando da Polícia Militar do Maranhão, o coronel Pereira lembrou a importância de ouvir e entender os anseios da tropa, além de motivar, sempre, o trabalho em equipe para que, juntos, proporcionem a redução dos índices de criminalidade. O comandante também frisou que sua gestão começou desde o primeiro dia e, como foco nas estratégias de policiamento, serão sempre ações elaboradas que partirão do comando, mas que serão efetivadas por todos os envolvidos com a segurança do estado, contando, sempre, com o apoio do cidadão que, nas palavras do coronel é o “termômetro” que indica os resultados e vai poder estar sempre próximo de sua administração.  

O coronel Pereira falou de um dos focos importantes a serem trabalhados com prioridade máxima que são os roubos a coletivos. Segundo ele, todas as unidades da PMMA estão envolvidas para combater e coagir esse tipo de ações. Outra ação, já implementada pelo comandante, foi a de, em parceria com a Polícia Civil do estado, distribuir para toda a corporação, na capital, mandados de prisão que recolheu na Delegacia de Roubos e Furtos para que se intensifiquem ainda mais as ações preventivas e repressivas.

COMANDO E OPERAÇÕES

O comandante José Frederico Gomes Pereira, em seus mais de vinte anos de experiência na polícia, sempre garantiu, através da presença nas operações, não apenas o trabalho estratégico, mas também funcional. Agora, não podia ser diferente. Desde o dia que assumiu o comando geral da PMMA já participou de operações de revistas em ônibus coletivos e em bairros da capital. Ele conta com a função administrativa que é necessária para a organização de qualquer estrutura. O seu gabinete será na rua, com uma espécie de “comando geral nos bairros”, estratégia para aproximar o policiamento da população.

EXPERIÊNCIA E PARCERIAS

O coronel Pereira já tem no currículo vários anos de experiência em campo e também de formador de cursos na área militar. Acentuando algumas das bem sucedidas empreitadas do comandante estão os 8 anos à frente do Batalhão de Choque, o comando de 2 anos do 9° Batalhão da PM e todos os cursos que o habilitam a ser um dos mais preparados coronéis da Polícia do Maranhão. Mas, mesmo com o vasto conhecimento que possui, o coronel Pereira é enfático ao dizer:  “É um trabalho de equipe o que nós vamos fazer aqui. Todo mundo pode contribuir”. Ele ainda reforça dizendo “Meus coronéis são fundamentais para o meu comando, mas também quero contar com o apoio de toda a oficialidade e dos praças para que possamos fazer uma corrente contra essa criminalidade que atinge a todos nós”.

Sobre os investimentos feitos pelo Governo do Estado, como aumentos salariais, aquisição de novas viaturas e equipamentos e o ingresso de mais policiais à corporação, o comandante tem grandes expectativas relacionadas ao aperfeiçoamento dos trabalhos através da empregabilidade logística e humana em uma fase de crescimento da atuação policial em todo o estado.

SEGURANÇA EM 2016

Falando sobre a segurança pública que será traçada durante o ano de 2016, o coronel Pereira destacou que a meta é a redução dos índices de criminalidade, refletindo no bem estar e qualidade de vida de todos os cidadãos. Desse modo, será buscada, de maneira tangível essa integração com a sociedade que, segundo o coronel, é quem vai avaliar todo o trabalho a ser realizado pela Polícia Militar do Maranhão.

 

                        Luis Furtado/ ASCOM SSP