Governo do Estado e líderes indígenas discutem segurança nas aldeias do Maranhão

Foto: Nilson Figueiredo

Representantes das comunidades indígenas e gestores da Secretaria de Estado Segurança Pública (SSP) discutiram questões prioritárias do policiamento nas aldeias do interior do Maranhão durante reunião, nesta quarta-feira (13), em São Luís.

Líderes indígenas das etnias Guajajara, Carú e Awá relataram as dificuldades que estão enfrentando em relação à exploração e comercialização ilegal de madeiras e as queimadas.

Os gestores da SSP firmaram compromisso com as comunidades indígenas com o objetivo de combater a exploração ilegal de madeiras no Maranhão. Eles destacaram as ações de apoio às comunidades indígenas que foram realizadas pela secretaria no ano passado.

Os indígenas apresentaram propostas para minimizar os conflitos que atingem suas terras, defendendo as ações integradas entre as policias civil e militar. Eles lembraram que há muito tempo clamavam por essa aproximação com a SSP que vem dialogando com os povos das mais diversas etnias em busca de soluções para problemáticas na área de segurança nas aldeias.

Ao final da reunião o secretário de Estado de Segurança Pública em exercício, Saulo Ewerton, ofereceu total apoio às comunidades indígenas do Maranhão. Ele destacou as prioridades do atual governo para as comunidades indígenas. “O governo Flávio Dino tem estreitado o relacionamento com as aldeias para que sejam efetivadas ações concretas e contínuas, garantindo a proteção dos povos indígenas”.

Também participaram da reunião, o subcomandante do Batalhão Ambiental, Major Nogueira; a ouvidora da SSP, Elivânia Estrela; o superintendente da Polícia Civil no Interior, Dicival Gonçalves; o capitão do Centro Tático Aéreo (CTA), Gustavo Almeida; além de representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

 

Anselmo Ferreira/ASCOM SSP