‘Réveillon de Todos’ reúne 350 mil pessoas em São Luís com clima de total segurança

Mais de 350 mil pessoas participaram dos circuitos do ‘Réveillon de Todos’ em São Luís (MA), conforme estimativa da Polícia Militar do Maranhão (PMMA). Apenas na virada de ano, mais de 150 mil estiveram na Avenida Litorânea e prestigiaram a programação cultural oferecida pelo Governo do Maranhão, em parceria com a Prefeitura de São Luís. Mais de dois mil policiais realizaram a megaoperação, conduzida pela PMMA na região metropolitana da capital maranhense. O objetivo foi proporcionar noites de celebração seguras a quem esteve na orla ou na Praça Maria Aragão. A operação teve início no dia 30 de dezembro e foi concluída neste domingo (3).

Durante coletiva de imprensa, na tarde desta segunda-feira (4), o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, destacou que não houve nenhum registro de homicídio em toda a região metropolitana na virada de ano. Ele lembrou, ainda, o reforço das tropas, com a chegada de mais policiais militares e civis, que compuseram as equipes de segurança durante os dias de celebrações. “Nós realizamos uma ampla operação para garantir a tranquilidade da população ao longo de tantos dias de festividades e a atuação policial e das forças de segurança preveniu ações criminosas”, comentou Jefferson Portela.

Secretário Jefferson Portela, comandante geral da PMMA, coronel Alves, comandante geral do CBMMA, Célio Roberto, e delegado geral da Polícia Civil, Lawrence Pereira, em coletiva de balanço das operações de fim de ano.
Secretário Jefferson Portela, comandante geral da PMMA, coronel Alves, comandante geral do CBMMA, Célio Roberto, e delegado geral da Polícia Civil, Lawrence Pereira, em coletiva de balanço das operações de fim de ano.

Ao todo, 470 viaturas foram utilizadas durante o trabalho. Na capital maranhense, o efetivo expressivo da Polícia Militar nas ruas executou mais de 38 mil abordagens em barreiras feitas em paradas de ônibus e em posições estratégicas de grande fluxo de pessoas. Apenas nas entradas da Avenida Litorânea, foram cinco barreiras.

Mais de 500 ônibus foram abordados – ampliando a abrangência do trabalho aos usuários do transporte público – e outros 461 estabelecimentos de eventos receberam fiscalização e patrulhamento. As revistas apreenderam mais de 100 armas brancas e nove armas de fogo. O patrulhamento também foi intenso com a utilização de motocicletas, quadriciclos, com a cavalaria, com o Comando Tático Aéreo (CTA), que monitorou a movimentação principalmente nas praias, e em vans, dentro dos bairros.

De acordo com o comandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Marco Antônio Alves, outro ponto de destaque foi o acompanhamento do trânsito, que permitiu a redução do número de acidentes. Nenhum atropelamento foi registrado. Mais de quarenta veículos foram apreendidos em situação irregular e 94 carteiras de habilitação foram recolhidas.

“Não houve nenhuma incidência de problema que viesse trazer desordem, transgressão e crime propriamente dito. O trânsito é algo que sempre preocupa nesse período, mas tivemos tranquilidade nesse quesito: 185 autuações, tivemos a aplicação da Lei Seca em três frentes maiores em São Luís com a ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal”, explicou o coronel Alves, reforçando o valor da ação articulada das instituições.

Operações no interior do Estado

Mais de 3.500 policiais trabalharam nas operações de Réveillon no interior do estado. Além de São Luís, a Polícia Militar realizou mais de 17 mil abordagens na região do interior, que resultaram no encaminhamento de 243 pessoas à delegacia, na apreensão de 13 armas e de 248 veículos.

A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros também dispuseram equipes de plantão durante as comemorações do Réveillon. Cinco plantões centrais da Polícia Civil permaneceram abertos para registros de ocorrência da população. “Em todo esse período do feriado prolongado estiveram funcionando os plantões do Parque Bom Menino, do Maiobão, da Cidade Operária, da Vila Embratel e do Cohatrac, para não interromper os serviços de polícia judiciária para a população maranhense nas festas de final de ano”, reiterou o delegado geral de Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Pereira.