Polícia prende homicida em Caxias pela morte de Enfermeiro

Uma investigação das polícias Civil e Militar, por meio monitoramento,  resultou na prisão de três suspeitos da morte do enfermeiro do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), Yango Marcondes da Silva Coutinho, 27 anos. Ele foi morto no domingo último ao ser alvejado por diversos disparos no município de Caxias, distante 362 Km de São Luís.

Conforme informações repassadas pelo delegado titular de Caxias, Jair Lima de Paiva Junior, os suspeitos são Francisco Carlos Sousa Araújo, 51 anos, conhecido como “Nenenzão”; Marcionílio Nunes Araújo, 33 anos e Francisco Carlos Sousa Araújo Junior, 27 anos. O crime teria sido cometido pelo fato da vítima ter agredido fisicamente a filha de Nenenzão.

Apreendida arma usada no crime

O delegado Jair Lima ressaltou que os suspeitos foram detidos quando estavam em um veículo Fiat Uno, de cor preta e placas OXQ 0981, quando se deslocavam pela MA-034, no sentido Caxias-São João do Sóter. No interior do veículo foi encontrado um revólver calibre 38 com seis cartuchos e ainda um carregador de pistola 380 com 10 munições. Yango Coutinho foi alvejado com três disparos quando estava nas proximidades de sua residência na Rua dos Caldeirões em Caxias. A arma usada no crime será encaminhada a perícia para confirmar se a munição usada para matar o enfermeiro é a mesma da arma encontrada no veículo.IMG_6816

A vítima Yango Coutinho ao ser alvejado pelos disparos, não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda no local. As investigações continuam para descobrir o envolvimento de cada um deles no crime, mas Francisco Carlos Sousa Araújo foi autuado por homicídio contra a vítima Yango Coutinho.

 

Mauro Wagner/ASCOM SSP