Gestão governamental – Jefferson Portela diz que o governo garantiu a correção do sistema de segurança

O Primeiro Encontro de Gestão Governamental, promovido pelo Governo do Estado do Maranhão, com explanação do governador Flávio Dino e parceria das diversas Secretarias do Estado, mostrou, em primeiro lugar, o nível de transparência no trato com o dinheiro público neste primeiro ano de governo.

“Estamos no início de uma jornada importante para o nosso Maranhão, tendo sempre como compromisso irrenunciável ampliar as políticas públicas, assegurando direitos, melhorando as condições de vida do nosso povo, especialmente dos que mais precisam. Nesta edição, prestamos contas a todos e compartilhamos as iniciativas tomadas no primeiro ano de uma administração que luta para que as riquezas do Maranhão possam, progressivamente, levar mais justiça, prosperidade e desenvolvimento para todos”, concluiu o Governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino.

Segundo o secretário Jefferson Portela, o governo reestruturou a Secretaria de Segurança, equilibrou o reconhecimento ao servidor público, que tem na sua essência a prestação de serviços pelo homem e mulher policial, reconheceu direitos e aplicou recursos financeiros, o que garantiu a correção do sistema. “Logo nos primeiros dias que antecederem o mês de janeiro de 2016 a segurança pública contará com trezentas novas viaturas, além, da força de 1.500 novos policiais civis, militares e bombeiros, no fim de conseguir a redução do índice de criminalidade no estado”, informou Jefferson Portela.

“O crime contra a vida ainda é o mais grave. Em 2015 houve a redução de 12% nos homicídios, sendo que a meta estabelecida pelo Governo Federal é de 5% ao ano, ou seja, superamos em mais de 100% essa meta. Isso é animador, mais ainda não é o que queremos. A curvatura da prática do crime voltou para baixo, isso é importante, a queda dos índices de crimes”, frisou o Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

A solenidade contou, ainda, com uma bela apresentação do Bumba-meu-boi de Maracanã.