Suspeitos são presos por estupro, tráfico e estelionato no Interior do Estado

Duas operações realizadas no interior pela Polícia Civil tiraram de circulação dois suspeitos de práticas criminosas.. Rosenilde de Sousa Viana, conhecida como “Rosinha” vinha aplicando golpes contra idosos no município de Rosário. O outro preso foi identificado como José de Ribamar, o “Zé de Cotinha”, acusado do estupro duas crianças no município de Cururupu.

O delegado Regional de Rosário, Guilherme Luz repassou que a prisão de Rosinha aconteceu após denúncias anônimas, que informaram que ela estava aplicando diversos golpes contra anciões no município de Rosário. Ele disse que a suspeita conquistava a confiança dos idosos e, ao se apoderar dos cartões de benefícios das vítimas, subtraia parte dos valores. Os policiais investigaram as denúncias e a prenderam nesta quarta-feira (18), por volta das 18h, no povoado Cidade Nova, em Rosário. O delegado adiantou, ainda, que Rosenilde de Sousa Viana já tinha um mandado de prisão preventiva em aberto, pelo crime de tráfico de drogas expedido no ano de 2012.

Prisão por tráfico de drogas

Outra mulher conhecida como Even Suellen Gaspar Costa, 18 anos, foi presa na mesma data e autuada em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. A prisão foi feita pela Polícia Civil e a Polícia Militar no povoado Iguaperinha, próximo do município de Axixá. Com Suellen foram encontrados cerca de 70 papelotes de crack. O delegado Guilherme Luz ressaltou que a suspeita veio de São Luís, do Bairro Vila Isabel Cafeteira já com o intuito de comercializar entorpecentes. Após investigações, ela foi flagrada pela equipe de policiais da regional.

Rosenilde de Sousa Viana e Even Suellen Gaspar Costa foram encaminhadas para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde estão à disposição da Justiça.

Prisão por estupro em Cururupu

A outra prisão aconteceu no município de Cururupu. José de Ribamar, o Zé de Cotinha foi preso pela Polícia Civil em Serrano do Maranhão, nas primeiras horas de terça-feira (17). As informações são do delegado Jânio Vilela, que responde pela delegacia de Cururupu. Vilela informou que o suspeito teria abusado sexualmente de duas crianças, sendo uma de 8 e outra de 9 anos. A prisão se deu em cumprimento de mandado de prisão preventiva com sentença condenatória já em julgado, com pena de 12 anos de reclusão.

O delegado finalizou dizendo que o suspeito permanecerá preso e ficará á disposição da Justiça.

Mauro Wagner / ASCOM SSP