Operação conjunta da SSP-MA e Caps-AD retira das ruas dependentes químicos e pessoas em situação de risco

Uma operação desencadeada pela da Secretaria de Segurança Pública (SSP), com o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps-AD) retirou das ruas 14 pessoas em situação de risco e com suspeitas de dependência química.Com esta são 22 operações contabilizadas  desde a sua criação.

A operação que reuniu nesta terça-feira (27), cerca de 20 policiais civis oriundos da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), da Delegacia Especial da Mulher e da Delegacia Fazendária conta com o apoio irrestrito das equipes do Caps-Ad que ficaram responsáveis no atendimento clínico e psicológico para os que optarem por receber um atendimento com acompanhamento especializado.

DSC_1151(Foto: Nilson Figueiredo)

Parceiros em prol dos dependentes químicos

O delegado assistente da SSP Joviano Furtado relatou que “As equipes da SSP saíram por volta das 7h da manhã em diversos retornos da cidade e convidaram de forma espontânea suspeitos de estarem sob as condições de dependência química e em estado de vulnerabilidade social. O objetivo maior foi o de devolver a autoestima e a liberdade aos dependentes químicos”, disse.

Foram encaminhados para o Caps-Ad um total de 14 pessoas, sendo que 02 delas aceitaram receber tratamento e ainda ajuda psicológica através dos profissionais que integram o corpo do Caps-Ad. “O trabalho recebeu o apoio de outros órgãos que nos apoiam sempre que precisamos como a ajuda da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (SEMCAS)”, informou o o delegado.

Outra participação importante, a convite do Caps-Ad, foi a da Igreja da Comunidade Paz e Vida, por meio do projeto “Cadeira de Deus”, que leva ajuda espiritual para os dependentes químicos que são encaminhados para o Caps-Ad. Uma das participantes do projeto identificada por Juracilda Fonseca, 37 anos, disse que “O projeto é advindo de um grupo de evangelização da igreja e visa ajudar os dependentes a receberem ajuda espiritual e contribuir para a sua reabilitação”, finalizou.

Tratamento e ressocialização

O Diretor do Caps-Ad Marcelo Soares Costa informou que a instituição “contabiliza, hoje, a vigésima segunda operação realizada desde a sua criação com a missão de ajudar as pessoas que estão enfrentando problemas com a dependência química na região metropolitana de São Luís. Cerca de 4.250 pessoas já foram encaminhadas para atendimento no Caps-Ad, sendo que desse número, 30% aceitaram participar de um tratamento para serem reintegrados aos familiares” considerou o diretor.

Após chegar no Caps-Ad, as 14 pessoas conduzidas foram recebidos pelo corpo técnico e receberam saneamento, alimentação e tratamento psicológico. O diretor do CapsAd Marcelo Costa disse ainda que “Após o atendimento, eles foram orientados a iniciarem um tratamento contra a dependência química. E acrescentou que o objetivo é acolher as pessoas fragilizadas, tanto as que estão em situações de rua, como as que buscam o tratamento voluntário, para sair do mundo das drogas”.

Dados de Atendimento e Recuperação em 2015

Neste ano de 2015, de janeiro até a segunda quinzena de outubro, foram atendidos no Caps-Ad 4.250 pessoas sendo 426 casos novos.

Usuários de Crack 80%

Usuários de álcool 10%

Regiões com maior encaminhamento de dependentes

João Paulo – 198 Pacientes

Coroadinho – 265 pacientes

Barreto – 235 pacientes

Liberdade – 370 pacientes

Cidade Operária – 345 pacientes

Centro – 285 pacientes

Destes, 82% dos pacientes são provenientes da Capital, 15% do interior e cerca de 1% de outros estados. O diretor repassou ainda que 15% destes usuários estão sem fazer uso de substâncias psicoativas após receberem atendimento.

Mauro Wagner / ASCOM SSP

(Fotos : Nilson Figueiredo)