Governo recebe comitiva de técnicos da Senasp para visita técnica de implantação do CICC no Maranhão

Foto 1- Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, técnicos da Senasp e demais autoridades

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), recebeu, na tarde desta quarta-feira (02), a comitiva de técnicos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça, na sede da SSP, em São Luís, para realizar uma visita técnica em diversos órgãos da Secretaria de Segurança.

A visita tem como objetivo fazer um estudo técnico preliminar dos critérios de expansão do projeto de implantação do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) no Maranhão. O Centro faz parte do Sistema Integrado de Comando e Controle Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (SICCN).

Essa visitação faz parte do primeiro ciclo de visitas técnicas que irão acontecer para que o projeto seja executado, pois é relevante conhecer todas as necessidades que o estado possui em termos de infraestrutura e segurança pública. A comissão da Senasp ficará em São Luís até sexta-feira (02).

Para o Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, a vinda do projeto do CICC para o Maranhão irá trazer uma base maior para as instituições e um apoio para as ações que os técnicos irão desenvolver dentro do estado “Bons projetos são sempre bem-vindos, ainda mais quando a determinação parte do Governo Federal. Iremos fazer o máximo para que a execução desse projeto seja o mais eficiente possível. Uma vez que beneficiará a sociedade como um todo” ressaltou.

“O Maranhão já deu um passo à frente mostrando que é um estado onde o Sistema de Segurança está totalmente voltado para o combate da criminalidade, pois o Centro de Comando e Controle é uma ferramenta para a integração das forças de segurança, mas se não tiver a disponibilidade e empenho por parte das instituições não terá efetividade” afirmou o técnico da Senasp, Alex Jorge das Neves.

Alex Jorge frisou, ainda, que o legado social deixado pela construção do Centro Integrado de Comando e Controle será o resultado de um atendimento de qualidade, mais ágil, célere, rápido para a população e uma doutrina de trabalho.
Na oportunidade, ainda foi realizada uma exposição sobre o projeto de implantação do CICC.

Além do Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, prestigiaram a cerimônia os técnicos da Senasp, Alex Jorge das Neves, Ariel Anselmo de Oliveira, Flávio Soares da Silva e Jefferson Pereira da Silva; o chefe da inteligência da SSP, representando o subdelegado geral da Polícia Civil, delegado Antônio Martins; representando o Comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, Coronel Ernesto França; Comandante Geral da Policia Militar, Coronel Marco Antônio Alves; demais representantes das Forças Armadas e das autoridade policiais, da Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania e da Secretaria de Estado de Saúde, das Policias Federal e Rodoviária Federal.

Centro Integrado de Comando e Controle (CICC)
O projeto do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) é desenvolvido pelo Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública, pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos, e pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária.

Os CICC’s foram implantados nos estados que sediaram a Copa do Mundo 2014 e serão expandidos para outras federações, inclusive para o Maranhão.

A priori, as estruturas construídas na capital maranhense serão compostas por seis ambientes, sendo Centro de Controle; Sala de Crise; Sala de Coordenador; Sala Cofre; Sala Ups e Grupos Geradores, além de outros aparatos tecnológicos. O CICC irá servir para o atendimento das demandas de segurança pública do dia a dia de cada estado e, principalmente, para grandes eventos e terá como principais ferramentas a integração de sistemas; núcleo de inteligência; suporte de TIC; vídeo monitoramento; atendimento e despacho; dispositivos móveis; videoconferência; gestão de eventos; infraestrutura de TIC; ativos de Rede; solução de telefonia e integração de radiocomunicação.