Secretário de Segurança e a Polícia Civil e Militar deflagram operação permanente no Polo do Coroadinho

A Secretaria de Segurança Pública realizou na manhã desta quarta-feira (17), por volta das 9h, uma força tarefa envolvendo a Polícia Civil e Militar objetivando uma ação conjunta com o objetivo de inibir e coibir a criminalidade na região do Coroadinho, Vila Conceição e adjacências. Cerca de 70 policiais da força de segurança participaram da operação onde foram realizadas abordagens e incursões por todo o polo do Coroadinho.

As ações das força de segurança contou com a presença do Secretário de Segurança Jefferson Portela; do Delegado Geral, Augusto Barros; do Comandante Geral, o Cl. Alves; da Delegacia Geral; do Grupo Tático Áereo (GTA); da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC); da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI); Comando do Policiamento Especial (CPE), a Unidade de Segurança Comunitária (USC) e ainda diversos policiais civis e militares dando apoio na operação.

Força tarefa nas ruas do Coroadinho

A força tarefa saiu da delegacia do 10º DP do Coroadinho e percorreu ruas e avenidas onde foi desenvolvido buscar e abordagens para garantir a segurança da comunidade. O secretário de Segurança Pública Jefferson Portela repassou que “As vertentes da operação visa uma maior integração com todo o alto comando da polícia.

Iremos estabelecer parâmetros de uma ação que irá ser desenvolvida nesta área de modo indeterminado. Iremos disponibilizar mais dois delegados pra região e ainda mais duas equipes de investigadores para somar com os já existentes.

Estamos presente hoje aqui para iniciar e tornar presente a força policial para demonstrar que o Estado vai predominar com o seu trabalho na defesa da cidadania”, disse o secretário de segurança.

Polícia civil e militar presente em tempo indeterminado

O secretário de segurança disse ainda que “Além de inibir as ações criminosas nos bairros no sentido de apreender armas e entorpecentes e ainda no sentido de dar cumprimento a mandados de prisões, a partir de hoje, a delegacia do Coroadinho está funcionando por 24h sem prazo determinado para terminar.

Iremos trabalhar em cima de todos os inquéritos envolvendo esses crimes de homicídios e roubos. Será uma ação integrada muito forte tanto do ponto de vista da investigação criminal, quanto da repressão qualificada a ação desses criminosos, onde deverá culminar com a prisão dos suspeitos”, conclui-o.

A força de segurança integrada da Polícia Civil e Militar iniciada no polo do Coroadinho contarão com a participação de todos as forças policiais da área, onde irão dar garantias de segurança para a comunidade e apoio aos serviços de investigação nos inquéritos que estão sendo realizados no sentido de identificar e prender os suspeitos envolvidos nos homicídios e no controle do tráfico de entorpecentes na região.

O Comandante Geral, o Cl. Alves reforçou dizendo que “A polícia Militar está presente de forma integrada, disponibilizando cerca de 40 policiais militares, no sentido de demonstrar a presença real e potencial da força de segurança no bairro. Estaremos á disposição em tempo integral para cooperar com a operação contra a criminalidade”, finalizou o Comandante.