POLÍCIA CIVIL REALIZA PRISÕES COM DROGAS EM SÃO JOSÉ DE RIBAMAR

Dando continuidade aos serviços de Polícia Judiciária, a equipe de policiais civis de São José de Ribamar realizou a prisão de suspeitos por tráfico de entorpecentes e ainda um cumprimento de prisão temporária. As prisões aconteceram nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (13). Na ação foram apreendidos uma pequena quantidade de droga, armas brancas e matéria de acondicionamento da droga e cerca de R$ 450 reais.

O delegado titular do município Jader Alves disse que as prisões aconteceram no sentido de inibir as ações realizadas pelos criminosos no município. Diversas denúncias apontavas que os suspeitos vinham praticando a venda e o consumo de entorpecentes.

Prisões por entorpecentes

A equipe de polícia primeiramente prendeu os suspeitos Edilson Bezerra Morães, 44 anos e o seu irmão Carlos André Bezerra Morães, 33 anos. Eles foram presos na quarta-feira (13), por volta das 16h em um bar identificado como Bar dos Irmãos e que seria de propriedade do segundo. No local, a polícia encontrou 27 cabeças de crack, 06 armas brancas, 08 celulares, tesoura, e material para embalagem dos entorpecentes e ainda a quantia avulsa de R$ 450 reais. O delegado encontrou ainda cerca de 08 mulheres com suspeitas de estarem praticando o crime de prostituição no local.

Os dois foram encaminhados para a delegacia e ouvidos pelo delegado. O titular informou que se for comprovado a participação dos irmãos no crime, eles poderão responder por tráfico, associação para o tráfico e também por favorecimento à prostituição. Na delegacia, Edilson Morães confessou que a droga era sua.

Flagrante com drogas e furtos

Ainda na quarta-feira foram presos no meio da rua de São José de Ribamar os suspeitos Cleidson Elias Lindoso Sousa, 21 anos, a (Lorane) e Fábio Henrique Chagas, 37 anos. Eles foram flagrados no bairro de São Benedito, em São José de Ribamar com objetos suspeitos de furtos de um salão de beleza. Na revista, os policiais encontraram nas roupas íntimas de Cleidson Elias a “Lorane”, 07 petecas de crack.

No depoimento, foi descoberto que Fábio Chagas já teria sido preso em 2006, por uma tentativa de homicídio. A dupla foi detida e encaminhada para a delegacia do município e ouvidos pelo delegado Jader Alves. Todos os suspeitos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) e ficarão à disposição da Justiça.